Ouro em Londres e Rio, Sun Yang pode falhar Tóquio'2020 por suspeita de doping

Ouro em Londres e Rio, Sun Yang pode falhar Tóquio'2020 por suspeita de doping

Yang foi punido com uma advertência por alegadamente ter destruído amostras de sangue e urina com um martelo e duvidado das credenciais de um agente de controlo antidoping.

O nadador chinês Sun Yang poderá enfrentar uma suspensão das competições, incluindo dos Jogos Olímpicos de Tóquio'2020, depois de a Agência Mundial Antidopagem (AMA) ter recorrido esta quarta-feira de uma decisão da federação internacional (FINA).

Yang foi punido com uma advertência pela FINA, por alegadamente ter destruído amostras de sangue e urina com um martelo e duvidado das credenciais de um agente de controlo antidoping, segundo o jornal britânico Sunday Times.

Esta quarta-feira, o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) confirmou o recurso da AMA, sem revelar nenhuma data para a audiência, desconhecendo-se se terá lugar antes dos Mundiais, que se vão realizar entre 12 e 28 de julho, em Gwangju, na Coreia do Sul.

O nadador, de 27 anos, detentor de recordes mundiais e olímpicos em provas de média e longa distância, enfrentou três meses de suspensão em 2014, por acusar uma substância que era considerada como estimulante, o que pode agravar uma futura penalização.

Sun Yang conquistou as medalhas de ouro de 400 e 1.500 metros livres, em Londres'2012, e de 200 metros livres, no Rio'2016, além de nove títulos mundiais, em 2011, 2013, 2015 e 2017.