"Não faz sentido o Cristiano Ronaldo tirar o Grau 1 de treinador"

"Não faz sentido o Cristiano Ronaldo tirar o Grau 1 de treinador"
Rodrigo Cortez

Federações têm várias críticas a apontar à nova proposta de lei

Fortes têm sido as críticas dirigidas na manhã desta terça-feira à proposta de lei que visa a regulação da atividade dos treinadores desportivos em Portugal.

Em audição pública que está a decorrer na Assembleia da República, os diversos agentes desportivos presentes têm contestado maioritariamente aspetos relacionados com a fiscalização às habilitações dos treinadores.

Em declarações a O JOGO, Ana Vital Melo, da Federação Portuguesa de Kickboxing e Muaythai, resumiu: "A fiscalização não resulta nem vai resultar. Até aqui a fiscalização era feita pelas federações, IPDJ e ASAE, mas por exemplo, nós, enquanto federação, não podemos ir aos ginásios nem aos clubes fiscalizar. O Governo, com esta proposta, quer que seja a ASAE, mas a ASAE não tem meios para isso nem nunca teve. O Governo tem que dar meios, ou ao IPDJ ou à ASAE, para fazer essa fiscalização."

Ana Vital Melo critica ainda a obrigatoriedade dos atletas de alta competição terem que tirar os cursos por completo caso queiram treinar atletas: " Deviam ter equivalências e, por exemplo, deveriam ser dispensados de fazer o grau 1 e o grau 2. Por exemplo, não faria sentido que o Cristiano Ronaldo tenha que fazer o grau 1 para ir dar treino."