Ignição da chama olímpica de Pequim'2022 sob protestos pró Tibete

Ignição da chama olímpica de Pequim'2022 sob protestos pró Tibete

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Redação com Lusa

Os Jogos Olímpicos de Inverno Pequim'2022 têm a sua realização prevista para entre 4 e 22 de fevereiro.

A cerimónia de ignição da chama dos Jogos Olímpicos de Inverno Pequim'2022, realizada esta segunda-feira na Grécia, contou com protestos de manifestantes pró Tibete, depois afastados pela segurança, testemunhou a agência noticiosa AFP no local.

Os ativistas desfraldaram uma bandeira e um estandarte daquela região autónoma da China, há décadas em luta pela independência, nas ruínas históricas de Olímpia, em frente ao templo de Hera, berço dos Jogos Olímpicos da Antiguidade.

O evento foi realizado à porta fechada pela segunda vez consecutiva, tal como para os Jogos Olímpicos Tóquio'2020, devido à crise pandémica de covid-19.

Os Jogos Olímpicos de Inverno Pequim'2022 têm a sua realização prevista para entre 4 e 22 de fevereiro.