Europeus2022: Shao Jieni perde na 'negra' acesso às medalhas no ténis de mesa

Europeus2022: Shao Jieni perde na 'negra' acesso às medalhas no ténis de mesa
Redação

Portuguesa perdeu perante a alemã Xiaona Shan, vice-campeão olímpica no Rio'2016

A portuguesa Shao Jieni ficou hoje novamente perto de atingir as medalhas nos Europeus de ténis de mesa, contudo cedeu no último instante e perdeu por 4-3 ante a alemã Xiaona Shan, vice-campeã olímpica no Rio2016.

Num jogo muito emotivo, de uma hora e 10 minutos, Jieni cedeu perante Xiaona Shan, também de origem chinesa, pelos parciais de 11-9, 12-14, 6-11, 12-10, 8-11, 11-9 e 8-11, o último dos quais um 'set' determinante em que liderou mais tempo.

Em pares femininos, com Fu Yu, Shao Jieni ficou também a um desafio de garantir o pódio em Munique, nos europeus multidesportos.

Shao Jieni, de 28 anos, reagiu sempre bem às adversidades e a sua rival, mais cotada, nunca sentiu ter o jogo ganho, bem pelo contrário, pois, no 'set' decisivo, a portuguesa comandou até aos 7-6 e ainda esteve igualada 8-8, contudo permitiu três pontos consecutivos à experiente germânica, de 39 anos, que decidiram o desafio.

Nos três desafios anteriores, Xiaona Shan, igualmente ouro, em equipas femininas, nos Jogos Europeus de Baku2015 e Minsk2019, não tinha cedido qualquer 'set'.

Shao Jieni, que tinha eliminado a 'carrasca' de Fu Yu, foi assim afastada nos quartos de final no dia em que Marcos Freitas também caiu, mas nos oitavos masculinos, enquanto João Geraldo perdeu no quadro de 32.

Tiago Apolónia é assim o único português na prova individual, tendo avançado para os 'quartos', a um jogo de poder ir ao pódio.

A segunda edição dos campeonatos Europeus multidesportos está a decorrer em Munique até domingo e reúne nove modalidades, estando Portugal representado em sete, nomeadamente atletismo, canoagem, ciclismo, ginástica artística, remo, ténis de mesa e triatlo.

Portugal soma já cinco medalhas, designadamente duas de ouro, através de Pedro Pablo Pichardo, no triplo salto, e de Iúri Leitão, no scratch do ciclismo de pista, uma de prata, por Auriol Dongmo, no lançamento do peso, e uma de bronze do canoísta Fernando Pimenta, no K1 500.

Na paracanoagem, Norberto Mourão garantiu o bronze na classe VL2.