Catarina Costa, judoca portuguesa, com covid-19, falha Grand Slam de Budapeste

Catarina Costa, judoca portuguesa, com covid-19, falha Grand Slam de Budapeste
Redação com Lusa

Catarina Costa, que conquistou em abril a única medalha entre os portugueses nos Europeus de Sófia, onde foi medalha de prata em -48 kg, lamentou a ausência, mas acrescentou que espera estar no fim de semana seguinte (15 a 17 de julho) no Grande Prémio de Zagreb

A judoca portuguesa Catarina Costa (-48 kg) vai falhar na sexta-feira o Grand Slam de Budapeste, prova que já pontua para os Jogos Olímpicos Paris'2024, depois de ter tido um teste positivo ao novo coronavírus.

"Nem sempre as coisas correm como planeado, há que saber lidar com as adversidades e adaptar às circunstâncias. Hoje deveria ter embarcado para Budapeste, mas tive um teste positivo à covid-19 e fiquei em casa", disse a judoca nas redes sociais.

Catarina Costa, que conquistou em abril a única medalha entre os portugueses nos Europeus de Sófia, onde foi medalha de prata em -48 kg, lamentou a ausência, mas acrescentou que espera estar no fim de semana seguinte (15 a 17 de julho) no Grande Prémio de Zagreb.

Em Budapeste, no Grand Slam que decorre entre sexta-feira e domingo, Portugal contará apenas com Telma Monteiro (-57 kg), judoca que entra em ação logo no primeiro dia.

Já para o fim de semana seguinte, em Zagreb, Portugal tem como pré inscritos Rodrigo Lopes e Francisco Mendes (-60 kg), João Fernando (-81 kg), Anri Egutidze (-90 kg) e Jorge Fonseca (-100 kg) em masculinos, e Joana Diogo (-52 kg), em femininos.