Boxe: a incrível história de Tyson Fury, que perdeu 50 quilos e continua invicto

Boxe: a incrível história de Tyson Fury, que perdeu 50 quilos e continua invicto

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Redação

Britânico voltou a bater Deontay Wilder e manteve título de pesos-pesados da WBC e da The Ring

Tyson Fury voltou a mostrar todo o seu poderio dentro do ringue. O britânico venceu pela segunda vez seguida Deontay Wilder por K.O, confirmou o seu estatuto de invicto e manteve o título de pesos-pesados da WBC e da The Ring.

A história do lutador de 33 anos é, no mínimo, peculiar. Em 2015, deu-se a conhecer ao planeta, ao bater o então dominador Wladimir Klitschko para conquistar o título de pesos-pesados. Podia ser o início de uma carreira, mas foi apenas um acaso que não impediu alguns anos seguintes recheados de problemas e dissabores.

Fury desmotivou-se, recorreu ao álcool (e de forma agressiva), passou a ter uma alimentação completamente descuidada e passou dos 120 para uns impensáveis 170 kg. Pelo meio, controlos positivos por nandrolona e, mais tarde, cocaína.

O pugilista estava a enfrentar uma forte depressão e foi ainda diagnosticado com distúrbio bipolar: "Bebo muito, de segunda a domingo, e tomo cocaína. Não consigo lidar com isto, portanto a única coisa que me ajuda é quando fico bêbado até cair".

Em 2018 deu os primeiros passos para um regresso à normalidade. Chegou a cumprir 11 sessões de treino semanais, perdeu os tais 50kg e, desde então, continua sem ser derrotado no ringue.