"Popeye russo", que teve de retirar seis litros de vaselina dos braços, corre risco de vida

Kirill Tereshin, antes da cirurgia

Lutador russo Kirill Tereshin teve complicações causadas pela substância injetada.

Lembra-se de Kirill Tereshin? O lutador russo tornou-se em 2019 um fenónemo viral nas redes sociais depois de surgir num combate de artes marciais mistas (MMA) com os braços altamente inchados, fruto do enchimento com uma substância que, na altura, era descrita como synthol. No mesmo ano, acabou por ter de ser operado de forma a retirar seis litros substância que, segundo o médico que o operou, se tratava, afinal, de vaselina.

Agora, de acordo com a Imprensa internaciona, o "Popeye russo" corre risco de vida, devido a complicações causadas pela substância.

Segundo as mesmas informações, Tereshin, que convive com com febre, dores e fraqueza, foi internado recentemente - depois de ver o seu quadro clínico agravado e o risco de morte elevado - e terá de ser operado, de forma a remover o excesso de pele e músculos dos braços, sendo que a amputação é uma hipótese ainda em consideração.