Morreu 'Dapin', referência do surf em Portugal

Surfers practise at the Saint-Leu surfing spot, on the French Indian Ocean island of La Reunion, on March 26, 2021. - The surfing spots in the Bay of Saint-Leu reopened on March 26, 2021 after the deployment of Zonex, an important operation of "Leu Tropical Surf Team" association and the "Centre Securite Requin" (Shark Safety Centre) aimed at reducing the risk of shark attacks with five major measures: a Water Patrol, surfing personal protective equipment (PPE) such as the shark shield on the surfboards, daily environmental analysis, daytime fishing (PRP2) and longlines with shark activity alerts, set up around the surfing spots. (Photo by Richard BOUHET / AFP)

 foto AFP

Primeiro surfista português de nível internacional faleceu aos 55 anos

João Alexandre 'Dapin', o primeiro surfista português de nível internacional, morreu hoje, aos 55 anos, anunciou a Federação Portuguesa de Surf, através das redes sociais.

'Dapin' foi vice-campeão europeu em 1991 e chegou a estar radicado na Austrália, para se tornar profissional da modalidade.

Para João Aranha, presidente da Federação Portuguesa de Surf (FPS) e companheiro de geração, "Dapin" era "alguém que elevava a fasquia, que obrigou tantos surfistas a serem melhores só para tentar chegar ao nível dele".

"Conheci-o desde os anos 90, sempre foi a referência! Nestes últimos anos em que a FPS se mudou para a praia, encontrava-o sempre que havia ondas em Carcavelos, sempre cheio de pica e com ideias", referiu ainda o dirigente.