Zhou e Albon ilesos e com alta clínica: "O halo salvou-me"

Zhou e Albon ilesos e com alta clínica: "O halo salvou-me"

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Pilotos de F1 acidentados Zhou e Albon ilesos e com alta clínica

O chinês Guanyu Zhou (Alfa Romeo) e o tailandês Alexander Albon (Williams), pilotos de Fórmula 1 acidentados hoje no Grande Prémio da Grã-Bretanha, ficaram ilesos e tiveram alta hospitalar, anunciaram ambos nas redes sociais.

"Estou OK, tudo bem. O halo (estrutura que protege a cabeça dos pilotos nos monolugares) salvou-me hoje. Obrigado a todos pelas belas mensagens (de apoio)", escreveu Zhou, com uma fotografia sorridente.

A escuderia de Albon também publicou nas redes sociais um comunicado a confirmar que o seu piloto teve alta do Hospital de Conventry, agradecendo igualmente as mensagens de melhoras.

Logo a seguir à partida para a corrida em Silverstone, o monolugar de Zhou foi varrido pelo do britânico George Russell (Mercedes), depois de um toque no do francês Pierre Gasly (Alpha Tauri), capotando e derrapando de forma invertida até embater na barreira que separa a pista da bancada, levando à mostragem da bandeira vermelha.

Ligeiramente atrás, Albon sofreu toques do francês Esteban Ocon (Alpine) e do japonês Yuki Tsunoda (Alpha Tauri).

A corrida esteve interrompida durante praticamente uma hora, tendo sido reatada, com o neerlandês Max Verstappen (Red Bull) no primeiro lugar, depois de ter ultrapassado o espanhol Carlos Sainz (Ferrari), que tinha partido pela primeira vez da "pole position".

No final da corrida, que teve nova partida, o espanhol Carlos Sainz (Ferrari) celebrou o primeiro êxito da carreira na categoria rainha do automobilismo de velocidade, na 10.ª prova do campeonato do mundo de Fórmula 1, seguido do mexicano Sergio Pérez (Red Bull) e do britânico e heptacampeão do mundo Lewis Hamilton (Mercedes).