Verstappen ia conquistar a pole e Red Bull mandou-o parar: "Tínhamos dúvidas que houvesse gasolina"

Verstappen ia conquistar a pole e Red Bull mandou-o parar: "Tínhamos dúvidas que houvesse gasolina"
Redação com Lusa

Tópicos

Max Verstappen (Red Bull), que chega a esta prova na liderança do campeonato e com a possibilidade de ser campeão, foi apenas oitavo

Charles Leclerc (Ferrari) conquistou a nona pole position da temporada, ao ser o mais rápido na qualificação para o Grande Prémio de Singapura de Fórmula 1, 17.ª ronda da temporada.

O piloto da Ferrari fez o seu melhor tempo em 1.49,412 minutos, deixando o segundo classificado, o mexicano Sérgio Pérez (Red Bull) a 0,022 segundos, com o britânico Lewis Hamilton (Mercedes) em terceiro, a 0,054.

O neerlandês Max Verstappen (Red Bull), que chega a esta prova na liderança do campeonato e com a possibilidade de ser campeão, foi apenas oitavo, depois de a equipa o mandar entrar nas boxes quando vinha na sua derradeira tentativa e a melhorar o tempo de Leclerc.

"Tínhamos dúvidas que houvesse gasolina suficiente para a amostra regulamentar", explicou o diretor desportivo da Red Bull, Christian Horner.

Quem não ficou nada satisfeito foi o líder do campeonato, que via rádio não foi capaz de esconder a frustração quando na última volta da qualificação recebeu ordem para entrar na boxe. "F...-se, o que se passa?". Na zona da entrevista rápida, Verstappen ainda não estava conformado. "Muito frustrante. Foi falta de combustíbel, basicamente, algo que podemos ir controlando... Podiam ter-me deixado terminar a volta anterior, creio que jáa daria para a pole. Todos cometemos erros, eu erro, a equipa erra. No fim, devemos ser capazes de discutir estas coisas, coisas que não devem acontecer".

A sessão de qualificação começou por ser disputada com a pista molhada, o que obrigava os pilotos a correr com pneus intermédios, mas o asfalto foi secando à medida que as voltas se sucediam, permitindo o uso de pneus lisos, mais rápidos.

"Foi uma decisão de última hora montarmos pneus slicks", explicou Leclerc, que sai para a corrida de 61 voltas do primeiro lugar da grelha.

Para se sagrar campeão, Max Verstappen, que estava furioso com a ordem de regressar às boxes quando lutava pela primeira posição, precisa de vencer e esperar que Leclerc termine abaixo de oitavo.

Os dois vão partir das posições opostas às necessárias para a decisão imediata do título.

O espanhol Carlos Sainz (Ferrari) ficou na quarta posição, a 0,171 segundos, com o compatriota Fernando Alonso (Alpine) em quinto, mas já a mais de meio segundo.