"Encenação para que se fale de Hamilton e da Mercedes durante todo o inverno"

"Encenação para que se fale de Hamilton e da Mercedes durante todo o inverno"
Redação

Tópicos

Lewis Hamilton ganha com a Mercedes 45 milhões de euros anuais e esta não estará disposta a subir o valor do contrato.

Os rumores sobre a dificuldade das negociações em torno da renovação Lewis Hamilton com a Mercedes, e que dão conta de entraves colocados pelo britânico, foram negados por um porta-voz da escuderia, citado pelo site formula1news, que não revelou a fonte. "São tudo notícias falsas. Qualquer insinuação de que Hamilton não estará connosco este ano é simplesmente uma notícia falsa", referiu o porta-voz, acrescentando: "Não há nenhuma razão para que Bottas e Hamilton não estejam ao volante dos nossos monolugares em 2021. Podem considerá-lo confirmado."

Diz-se que a Mercedes não quer pagar mais do que os atuais 45 milhões de euros anuais e que Hamilton tem colocado questões sobre a duração do contrato, não gostando ainda da ideia de poder ter George Russell como colega. Contudo, Bernie Ecclestone, ex-CEO da Fórmula 1 garante que tudo isto "não passa de uma encenação para que se fale de Hamilton e da Mercedes durante todo o inverno." Para o debate contribuiu Toto Wolff, patrão da Mercedes, por estes dias na Áustria em confinamento, devido à pandemia, e que afirmou: "Quando falamos por Zoom não fazemos a vida fácil um ao outro e continuamos a enviar bolas com efeito aos advogados. Mas ele [Hamilton] está na América e eu aqui [Áustria]. Em algum momento temos de concluir isto."