Título mundial de Fórmula 1 ao rubro: as contas entre Verstappen e Hamilton

Título mundial de Fórmula 1 ao rubro: as contas entre Verstappen e Hamilton
Redação com Lusa

Tópicos

Piloto da Red Bull pode sagrar-se pela primeira vez campeão mundial, na Arábia Saudita.

O neerlandês Max Verstappen (Red Bull) pode sagrar-se pela primeira vez campeão mundial de Fórmula 1, na estreia do Grande Prémio da Arábia Saudita, enquanto o britânico Lewis Hamilton (Mercedes) ainda procura tornar-se no mais titulado de sempre.

Verstappen, de 24 anos, chega à 21.ª e penúltima prova do Mundial com 351,5 pontos, mais oito do que Hamilton, que, aos 36 anos soma sete títulos mundiais, incluindo os quatro últimos.

O piloto da Red Bull precisa de terminar num dos dois primeiros lugares para não ver, forçosamente, adiada a atribuição do título para a última corrida, marcada para 12 de dezembro, em Abu Dhabi.

O título fica decidido a favor de Verstappen se vencer e conseguir a volta mais rápida no novo traçado árabe, em Jeddah, se Hamilton ficar em sexto, ou, mesmo sem o ponto pela volta mais rápida, se vencer e Hamilton ficar em sétimo.

O segundo lugar pode também valer o cetro a Verstappen se for segundo com a volta mais rápida e Hamilton não conseguir melhor do que o 10.º posto.

Hamilton procura impedir o sucesso de Verstappen, aspirando ainda o oitavo título, o quinto consecutivo, para se destacar na hierarquia de pilotos com mais títulos de sempre - soma os mesmos sete do alemão Michael Schumacher.

Com 20 provas já disputadas, Verstappen soma nove triunfos, o último dos quais no México, em 07 de novembro (os outros foram na Emilia Romagna, Mónaco, França, Estíria e Áustria, Bélgica, Países Baixos e Estados Unidos).

Já Hamilton conta sete vitórias, duas delas nas duas rondas anteriores, no Brasil e no Qatar, depois de ter vencido no Barém, em Portugal, em Espanha, na Grã-Bretanha e na Rússia.

O britânico começou o campeonato com uma vitória e a liderança, que perdeu no Mónaco, após ter sido sétimo numa prova vencida pelo piloto dos Países Baixos.

Verstappen já conta com três desistências (Azerbaijão, Grã-Bretanha e Itália), enquanto Hamilton não pontuou em duas provas, Azerbaijão (foi 15.º) e Itália (desistiu após toque com Verstappen).

Depois de um início mais forte, com três vitórias nas quatro primeiras corridas, Hamilton e a Mercedes deixaram-se ultrapassar pela Red Bull e por Verstappen.

Num dos campeonatos mais disputados dos últimos anos, já houve troca de líderes por cinco vezes.

Hamilton foi o primeiro comandante, após vencer na inauguração da temporada, no Bahrain, mas cederia a liderança ao seu adversário da Red Bull no Mónaco, em 23 de maio.

O piloto da Mercedes voltou ao primeiro lugar em 01 de agosto, para o ceder duas corridas depois, nos Países Baixos, graças à vitória caseira de Verstappen.

Hamilton voltaria ao primeiro lugar quando assinou a 100.ª vitória da carreira (inédita na competição), na Rússia, antes de ver o piloto da Red Bull assaltar novamente a liderança na Turquia.

O Grande Prémio da Arábia Saudita vai ser disputado em Jeddah, entre esta sexta-feira e domingo, com a corrida a ter início às 20:30 locais (17:30 em Portugal continental).