Tema quente na Fórmula 1: Hamilton e Mercedes ainda sem acordo

Tema quente na Fórmula 1: Hamilton e Mercedes ainda sem acordo
Redação com Lusa

Tópicos

Sete vezes campeão mundial é o único piloto sem contrato para a nova época, mas irá renovar.

A renovação de Lewis Hamilton com a Mercedes ainda não passou ao papel, apesar de as partes terem dito há meses que seria simples de resolver. A falta de acordo, quando se aproxima março e os testes de pré-época, é tema de quase todas as conversas na Fórmula 1, pois só o lugar do sete vezes campeão mundial não está confirmado.

A Mercedes não quer pagar mais de 45 milhões de euros anuais, o atual valor auferido por Hamilton, e este parece fazer finca pé em detalhes como o prolongamento do contrato. Do lado da Mercedes, a possibilidade de chamar George Russell, que provou ter qualidade para render o compatriota, também passou a pesar como argumento.

Stefano Domenicali , agora CEO da F1, considera que "Hamilton é importante para a Mercedes e tem com esta equipa a possibilidade de ser ainda maior." Contudo, o antigo diretor da Ferrari admite que existe a possibilidade de Hamilton entrar em 2021 sem contrato: "Já aconteceu em 1993, com a McLaren ainda a negociar com Ayrton Senna." Neste ponto, há quem lembre à Mercedes que a Ferrari deixou de dominar depois de perder Schumacher - só ganhou um título, em 2007, com Raikkonen.