Portugueses extraordinários - 1º lugar: Miguel Oliveira nasceu para bater recordes

Portugueses extraordinários - 1º lugar: Miguel Oliveira nasceu para bater recordes
Carlos Flórido

Tópicos

O JOGO selecionou 12 atletas e equipas como autores das maiores proezas do ano e os leitores votaram nas suas preferidas em www.ojogo.pt. Miguel Oliveira, piloto da KTM em MotoGP, conquistou o primeiro posto com 38,6 por cento dos votos.

Nos desportos motorizados, não há paralelo em Portugal. Miguel Oliveira foi o primeiro a vencer corridas no Mundial de motociclismo, em 2019 teve uma estreia inédita em MotoGP e esta época ganhou duas corridas, uma proeza bem acima da expectativa do início do ano, que apontava para lugares no top 5 - e fechar o Mundial nos dez primeiros -, previsão revista para os lugares do pódio após os bons resultados da KTM nos testes de junho, em Misano. As duas vitórias deixaram marcas, a do Grande Prémio da Estíria por ser obtida na última curva, sendo considerada a mais espetacular do ano, a outra, em Portugal, devido a um domínio nunca antes visto numa época muito equilibrada: pole position, volta mais rápida e liderança da primeira à última volta.


"O top 10 foi cumprido e, com o Mundial a aproximar-se do fim, até passei a ambicionar terminar mais acima", disse Miguel Oliveira a O JOGO, revelando que "ter terminado em quinto lugar já seria bom". Com a KTM a revelar-se bem mais competitiva este ano, o português de 25 anos ficou a apenas 14 pontos do terceiro lugar final, tendo abandonado por três vezes devido a quedas, as duas primeiras empurrado pelos colegas de equipa Brad Binder e Pol Espargaró. Com dois triunfos, só Franco Morbidelli e Fabio Quartararo, ambos com três, ergueram mais vezes os braços; e Joan Mir, novo campeão, somou apenas um triunfo.

Sabendo ainda antes de iniciar a época que em 2021 será promovido, da Tech3 para a KTM de fábrica, Miguel Oliveira ocupará o lugar de Pol Espargaró e será o novo líder de uma equipa habituada a ganhar no motocrosse e no todo o terreno, mas ainda em crescendo no MotoGP. Já com 159 corridas em dez anos nos Mundiais e 14 vitórias, todas com a KTM, o português vai agora ambicionar aquilo que há poucos meses parecia impensável. "Acredito que, se tudo correr bem e demonstrar o que demonstrei na última corrida, serei um sério candidato ao título de campeão", revelou a O JOGO.

>> MotoGP
Miguel Oliveira
Red Bull KTM Tech3
25 anos | Pragal, Almada
>> Feitos em 2020
Vitórias no GP da Estíria e no GP de Portugal; nono no Mundial de MotoGP
>> Ambição para 2021
Lutar pelo título mundial de MotoGP