MotoGP: Miguel Oliveira tem as portas abertas na equipa de fábrica da KTM

MotoGP: Miguel Oliveira tem as portas abertas na equipa de fábrica da KTM

Pit Beirer diz já ter três grandes pilotos e a filosofia de "crescer com os da casa", o que aponta cada vez mais Miguel Oliveira ao lugar de Johann Zarco.

"Em relação ao quarto piloto para a próxima temporada, devo dizer que temos um grande programa e queremos progredir com os nossos pilotos. Temos o Miguel Oliveira, vai chegar o Brad Binder e continuamos com o Pol Espargaró; são todos pilotos muito bons e fortes e o quarto não irá mudar essa lógica", afirmou Pit Beirer, responsável da KTM, equipa que na Motorland de Aragão apresentou o finlandês Mika Kallio no lugar do despedido Johann Zarco.

A substituição do francês é um dos assuntos do momento em MotoGP, mas o diretor da equipa austríaca garante que não haverá "um anúncio espetacular quanto ao quarto piloto, nem agora nem até ao final da época".

"Sinceramente, o melhor a fazer é aproveitar o tempo que temos para fazer a escolha certa para 2020. De momento não excluímos ninguém, nem tomaremos decisões apressadas. Sabemos que para já não há pilotos de topo disponíveis que façam avançar o nosso projeto, mas também sabemos que já temos três pilotos de ponta, o Pol Espargaró, o Miguel Oliveira e Brad Binder", explicou ainda Beirer, naquilo que representa um abrir de portas ao português, pois Espargaró já está na equipa principal e Binder só subirá a MotoGP no próximo ano.

Beirer dá indícios de que a melhor opção para o lugar do francês na equipa de fábrica será mesmo Miguel Oliveira, mas para já sabe-se que terá a oposição da Tech3, que o pretende manter.

Mas Kallio, que está a render Zarco, já tem 36 anos e sem grandes resultados, pelo só deverá ser opção até ao final da época. Dani Pedrosa, contratado como piloto de testes, até já deverá ensaiar nos próximos dias a KTM de 2020, mas mostrou-se indisponível para regressar.

"O nosso conceito é crescer com os pilotos da casa", diz ainda Beirer, que por enquanto quer "melhorar a moto, até porque isso pode ajudar a convencer pilotos de topo". "A não ser que os nossos cresçam tanto que encontrar outro deixe de ser um problema", terminou.