MotoGP: Jack Miller já assinou pela KTM, Miguel Oliveira negoceia com a Gresini-Ducati

MotoGP: Jack Miller já assinou pela KTM, Miguel Oliveira negoceia com a Gresini-Ducati
Redação

Tópicos

Acordo de dois anos com o australiano vai ser anunciado dentro de dias e Pol Espargaró é pretendido para a Tech3 KTM.

O australiano Jack Miller assinou há uma semana, em Itália, um acordo para 2023 e 2024 com a KTM, na qual será colega de Brad Binder e substituirá Miguel Oliveira, escreveu o "The Race", acrescentando que o acordo será anunciado durante a próxima semana, pois a Ducati necessita de mais uns dias para completar a reestruturação dos seus pilotos. Uma das novidades na equipa italiana poderá ser Miguel Oliveira, que negoceia com a Gresini-Ducati.

Será um regresso de Miller, de 27 anos, ao construtor austríaco, pelo qual correu em 2014, em Moto3. O australiano recusou uma despromoção dentro da Ducati, que vai colocar Enea Bastianini ou Jorge Martin na equipa principal, ao lado de Pecco Bagnaia. O italiano é o principal candidato ao lugar, mas o espanhol da Pramac-Ducati ainda não foi descartado.

A Miguel Oliveira foi oferecido um lugar na Tech3 KTM, pela qual obteve as duas primeiras vitórias da sua carreira em MotoGP, e na qual deveria formar dupla com Pol Espargaró, de saída da Honda. Mas o piloto português já recusou essa despromoção, preferindo ocupar o lugar de Bastianini na Gresini-Ducati, caso o italiano realmente passe para uma Ducati oficial.

Segundo a "Speedweek", Oliveira é o preferido na Gresini, que tem Alex Rins como outra opção. O português teria ainda uma possibilidade na WithU RNF, mas a publicação alemã diz não estar interessado no lugar, pois a equipa que vai terminar a ligação à Yamaha irá ligar-se à Aprilia e ficar com uma moto de 2022, enquanto a Gresini terá a Ducati de 2023.