Miguel Oliveira caiu, mas ficou à porta dos pontos no GP de São Marino

Miguel Oliveira caiu, mas ficou à porta dos pontos no GP de São Marino

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Piloto português terminou a prova no circuito de Misano na 16ª posição. Marc Márquez foi o vencedor.

Miguel Oliveira (KTM) terminou o Grande Prémio de San Marino na 16.ª posição, ficando a um lugar de pontuar na prova ganha por Marc Márquez (Honda).

O português, que partiu de 19.º, teve de correr condicionado, devido ás dores no ombro direito, e acabou por sofrer uma queda a 20 voltas do fim, mas ganhou, ainda assim, três posição, numa prova em que Alex Rins (Suzuki) desistiu (após queda) e caíram ainda Tataaki Nakagami (Honda), Francesco Bagnaia (Ducati), Michele Pirro (Ducati) e Cal Crutchlow (Honda).

A lesão no ombro direito, sofrida com a queda no GP de Silverstone (12.ª prova do mundial), ainda afeta o piloto português, que tem de tentar recuperar até dia 22 para atacar o GP de Aragão.

Marc Márquez conseguiu a sétima vitória na temporada e consolidou a liderança, quando faltam seis corridas para o fim de 2019. O tricampeão tinha partido da quinta posição e acabou por travar uma luta renhida com Fabio Quartararo (Yamaha) na corrida em que Maverick Viñales (Yamaha), dono da pole position, não teve como travar Márquez e foi terceiro.

Depois de San Marino, 13.ª corrida de 2019, ficam a faltar seis provas para o fim.

Marc Márquez (Honda) lidera, com 275 pontos, Andrea Dovizioso (Ducati) é segundo, com 182, e Danilo Petrucci (Ducati) terceiro, com 151.

Miguel Oliveira (KTM) é 18.º, com 26.