Mercedes pede desculpa no caso Hamilton

Mercedes pede desculpa no caso Hamilton

Em causa a ordem para Lewis Hamilton recolher às boxes quando liderava o Grande Prémio do Mónaco.

A Mercedes pediu desculpa por ter ordenado ao piloto britânico Lewis Hamilton que recolhesse às boxes quando liderava o Grande Prémio do Mónaco, sexta etapa do Mundial do Fórmula 1.

Hamilton parecia caminhar tranquilamente para a quinta vitória da temporada, chegando a liderar com 21 segundos de vantagem sobre o colega de equipa, o alemão Nico Rosberg, mas um acidente entre o jovem alemão Max Verstapen (Toro Rosso) e Romain Grosjean (Lotus), na volta 63, baralhou por completo as contas na liderança da corrida.

Sem motivo aparente, Hamilton aproveitou a entrada do safety car para trocar de pneus, perdendo por isso a liderança para Rosberg e o segundo lugar para o alemão Sebastien Vettel (Ferrari).

"A todos os adeptos desiludidos, sentimos a vossa dor. Falhámos, tão simples quanto isso. Vamos sair desta situação mais fortes", garantiu a Mercedes na sua conta oficial no Twitter.

Depois da cerimónia do pódio, onde era visível a desilusão de Hamilton, Rosberg admitiu que "foi a situação mais afortunada" da sua carreira.