Mário Patrão foi o primeiro a socorrer Straver: "deixei de sentir a pulsação dele"

Mário Patrão foi o primeiro a socorrer Straver: "deixei de sentir a pulsação dele"

O motard português, Mário Patrão, contou os momentos que viveu ao chegar junto de Edwin Straver

O piloto holandês Edwin Straver encontra-se em estado crítico depois de ter sofrido um acidente durante o percurso da 11.ª e penúltima etapa do Dakar'2020, que decorreu esta quinta-feira.

O motard português, Mário Patrão, foi o primeiro a chegar ao local onde estava o piloto, tendo contado tudo o que se passou: "Estava a ir no meu ritmo e ao quilómetro 120, enquanto estava a tentar encontrar um waypoint, vi um piloto caído. Chamei de imediato a equipa médica e estive a prestar auxílio até à sua chegada", começou por dizer à assessoria de imprensa.

"Senti a pulsação no pescoço dele assim que me aproximei, mas de repente deixei de sentir, não consigo verbalizar tudo o que senti: sozinhos no meio do deserto, num cenário absolutamente dantesco. A equipa médica finalmente chegou e realizou com sucesso as manobras de reanimação. Foram os 10 minutos mais longos da minha vida, só saí quando o entubaram e o levaram. Não sei como ele está. Percebi que era muito grave", revelou

"Ainda tinha pela frente 250 km de especial para fazer, mas estava psicologicamente arrasado com o que tinha acabado de suceder, e o meu corpo não queria avançar. Subi para a moto sem saber como estaria o Edwin. Felizmente consegui terminar e chegar ao bivouac", concluiu.