Lewis Hamilton: " Se bates, podem dizer 'ah, mas essa é uma tática daquele piloto'

Lewis Hamilton: " Se bates, podem dizer 'ah, mas essa é uma tática daquele piloto'
Redação

Tópicos

Hamilton comentou esta quarta-feira a disputa intensa nas pistas nesta temporada com Vestappen.

Heptacampeão mundial de Fórmula-1, o britânico Lewis Hamilton revelou esta quarta-feira ter sofrido bullying na infância. O piloto trouxe a revelação para justificar a sua postura como profissional nas pistas.

"Foi assim que o meu pai me criou. Ele dizia-me sempre responder na pista. Sofri bullying na infância, na escola e nas pistas, então queria vencê-los da maneira certa, não com uma colisão. Assim não dá para negar que és o melhor. Se bates, podem dizer 'ah, mas essa é uma tática daquele piloto'. Quero ser o mais honesto dos pilotos, pela velocidade, pelo trabalho árduo e pela determinação, assim não terão como negar tudo o que conquistei, no fim", afirmou.

"Às vezes, perdes pontos ao fazer isso (evitar colisões), com certeza, mas não é apenas sobre mim. Tenho duas mil pessoas atrás de mim, trabalhadores, e por causa dessa decisão egoísta que eu poderia tomar, posso custar todos os bónus de cada um da minha equipa no final do ano, todo o trabalho duro que eles têm que fazer. Estou ciente dessas coisas", acrescentou.

Hamilton afirmou que a disputa com Verstappen é algo natural na modalidade. Antes, já havia travado disputadas fortes com pilotos como Fernando Alonso, Jenson Button, Sebastian Vettel e Nico Rosberg. Segundo ele, tudo dentro dos parâmetros desportivos.

"Ele (Vestappen) não é o único piloto que age dessa forma com o qual já competi, e cada um se comporta de maneira muito diferente. Agora estou mais velho, então olho um pouco mais fundo para o seu caráter, a sua formação, educação. A nossa educação é o motivo pelo qual agimos da maneira que agimos, seja para o bem ou para o mal. Então, tento entendê-los para que eu possa ter mais noção de quem é essa pessia com quem estou a competir", concluiu.