Lamborghini Sián FKP 37: um híbrido que rebenta a escala

Lamborghini Sián FKP 37: um híbrido que rebenta a escala

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

O Sián nasce como uma homenagem a Ferdinand Karl Piech, o presidente do grupo Volkswagen, que nasceu em 1937

A Lamborghini já tinha acompanhado as novas tendências ao lançar um SUV, o Urus, e vai agora dar novo passo com o Sián FKP 37. É o primeiro híbrido na história da marca de Sant"Agata Bolognese e a energia elétrica tem uma função evidente, a de melhorar as performances de um superdesportivo que segue as linhas do Countach mas é anunciado com 819 cavalos, para cumprir o conceito de "melhor desportivo do mundo".

Este Lamborghini acelera de 0 a 100 km/h em 2,8 segundos e tem uma velocidade máxima superior a 350 km/h. O seu motor é o famoso V12, auxiliado por um elétrico de 48V, que não produz energia com baterias convencionais, mas sim utilizando supercondensadores, uma tecnologia estreada no Aventador para funcionar com o Start & Stop, mas que agora armazena dez vezes mais energia, pesando 34 quilos e sendo três vezes mais potente do que uma bateria da mesma dimensão.

O supercondensador do Sián carrega na íntegra a cada travagem e disponibiliza de imediato a energia em velocidades até 130 km/h; daí para cima, funciona apenas o V12 a gasolina. É uma tecnologia pouco utilizada devido aos seus custos de produção, mas permite ter o máximo de potência com o menor peso possível. Perfeito para um desportivo, pois os 34 cavalos do motor elétrico somam-se aos 785 do V12, com melhorias evidentes nas acelerações (10%) e no rendimento com relações de caixa mais baixas. Este híbrido melhora em 1,2 segundos a aceleração do Aventador SVJ entre os 70 e 120 km/h.

O Sián nasce como uma homenagem a Ferdinand Karl Piech, o presidente do grupo Volkswagen, que nasceu em 1937 (daí o "FKP 37") e adquiriu a Lamborghini. Falecido a 25 de agosto passado, o austríaco era um apaixonado por superdesportivos, mas já não será proprietário de uma das 63 unidades produzidas e que foram todas vendidas antes da apresentação pública, há dias, no Salão de Frankfurt. Uma delas, já foi revelado, virá para Portugal.