Dakar: Carlos Sousa confirma desistência

Dakar: Carlos Sousa confirma desistência

Parado na ligação para a oitava etapa, o piloto português foi obrigado a desistir da prova.

O piloto português Carlos Sousa (Renault Duster), já havia anunciado ainda não ter partido para a oitava etapa do 40.º Rali Dakar, que este domingo liga Uyuni a Tupiza, na Bolívia, devido a uma fuga de óleo no carro.

"O Duster está com uma fuga de óleo considerável, devido à quebra do radiador na etapa de ontem [sábado]", podia ler-se na página oficial do piloto na rede social Facebook.

Agora, foi a vez de confirmar a desistência da competição.

"A notícia que não gostava de dar... Desistimos na ligação para a 8ª etapa, a escassas centenas de metros da partida para o troço cronometrado. Foi quando constatámos que a fuga de óleo no radiador era maior do que pensávamos. Um problema que já tínhamos diagnosticado ontem, mas como se tratava de uma etapa-maratona (com assistência proibida), não conseguimos fazer a reparação com os nossos próprios meios...", lê-se.

Uma vez que a sétima e oitava etapas do Dakar são maratona, Sousa e o copiloto, o francês Pascal Maimon, em 23.º lugar da classificação, não puderam contar com assistência mecânica.

De manhã, em declarações ao site da Renault Portugal, o português havia explicado que a origem da fuga não foi detetada e perspetivou "mais um dia muito difícil".

A etapa liga Uyuni a Tupiza com 584 quilómetros, 498 deles cronometrados, com o mau tempo e a altitude a serem os principais obstáculos dos pilotos.