Governo italiano confiscou propriedades imobiliárias a Nikita Mazepin

Governo italiano confiscou propriedades imobiliárias a Nikita Mazepin
Redação

Tópicos

De recordar que Nikita Mazepin havia sido despedido da escuderia americana Haas na sequência da invasão da Ucrânia pela Rússia e está na lista de sancionados russos da União Europeia, pela sua relação próxima com o presidente Vladimir Putin.

O piloto russo de Fórmula 1 Nikita Mazepin, que a 5 de março havia sido despedido da equipa americana Haas, devido à invasão russa na Ucrânia, bem como o seu pai (o oligarca bielorrusso Dmitri Mazepin), viram ser-lhes confiscadas propriedades imobiliárias no valor de 105 milhões de euros, de acordo com a agência Reuters.

A operação contra os interesses económicos dos Mazepin em Itália saldou-se assim com a apreensão de bens imobiliários, como a mansão Rocky Ram, no norte da Sardenha, afirmaram fontes policiais italianas à Reuters. A medida surgiu na sequência das sanções que vários países impuseram à Rússia e aos interesses económicos russos no estrangeiro.

Recorde-se que a escuderia Haas despediu o piloto Nikita Mazepin a três semanas da primeira corrida do Mundial de Fórmula 1, devido à invasão da Ucrânia pela Rússia. Além disso, a equipa americana terminou a ligação com um dos maiores patrocinadores - a empresa russa Uralkali, cujo um dos proprietários é Dmitriy Mazepin, pai do atleta.

De referir que Nikita Mazepin e o seu pai estão incluídos na lista de sancionados russos da União Europeia pela sua relação próxima com o presidente Vladimir Putin.