Filipe Albuquerque está nervoso, mas vai a Le Mans "para ganhar"

Filipe Albuquerque está nervoso, mas vai a Le Mans "para ganhar"
Carlos Flórido

Tópicos

Português, líder do Campeonato do Mundo de Resistência (WEC) na categoria de LMP2, a segunda mais forte, está pronto para sábado e domingo discutir o título mais importante da sua carreira, nas 24 Horas de Le Mans.

"Estou ansioso e até um bocadinho nervoso. Estamos na liderança do campeonato e esta prova é muito importante. Sabemos que somos candidatos à vitória, mas, em Le Mans, nada pode ser dado como adquirido. Aliás, há uma célebre frase que diz: "Não és tu que escolhes Le Mans, é Le Mans que te escolhe a ti." E é mesmo isto", diz o piloto de Coimbra, que reparte o Oreca número 22 da United Autosports com os britânicos Phil Hanson e Paul Di Resta.

O trio venceu as últimas três provas, entre cinco já disputadas. "Queremos ganhar, sabemos que temos carro e equipa, mas, em Le Mans, a pontinha de sorte pode fazer a diferença", alerta Albuquerque, que, tal como Hanson, soma 120 pontos, contra 98 de uma dupla da Jackie Chan e 91 da Netherland Racing. Um triunfo pode valer já o título, pois Le Mans vale mais pontos.