"Estive sempre no limite, mas vi que o Miguel Oliveira era intocável"

"Estive sempre no limite, mas vi que o Miguel Oliveira era intocável"
Redação

Tópicos

Franco Morbidelli não conseguiu apanhar o português e ainda perdeu o segundo lugar.

Franco Morbidelli, terceiro classificado do Grande Prémio de Portugal em MotoGP, deixou elogios a Miguel Oliveira, que perseguiu durante boa parte da corrida, sem sucesso.

"Estive sempre no limite. Vi que o Miguel Oliveira era intocável hoje. Tentei manter o meu ritmo, segurar o Jack Miller, não quis que ficasse comigo. Mas ele aguentou, acabou por me passar e depois não fui capaz de responder", disse após a corrida ganha pelo português.