Ecclestone clarifica posição após revolta de Hamilton: "Nunca fui contra os negros"

Ecclestone clarifica posição após revolta de Hamilton: "Nunca fui contra os negros"
Redação

Tópicos

Bernie Ecclestone, dissera que, por vezes, "os negros são mais racistas que os brancos" e Hamilton reagiu nas redes sociais, mostrando-se indignado. O antigo chefe da F1 clarificou agora as declarações, dizendo que não tem nada contra pessoas negras.

Depois de ter dito que "em muitos casos, os negros são mais racistas que os brancos" e de ter sido criticado por Lewis Hamilton devido a essas declarações, Bernie Ecclestone, ex-chefe da Fórmula 1, quis clarificar a posição que tem em relação ao racismo, dizendo que não é racista e que não tem nada contra o piloto britânico.

"Eu não tenho nada contra as pessoas negras, antes pelo contrário, tenho muito a favor. O pai do Lewis [Hamilton] quis fazer negócios comigo, ele fez umas belas maquinas de remo... E eu nunca teria feito isso se fosse contra os negros", disse em entrevista ao Daily Mail.

"Ao longo dos anos conheci muita gente branca que não gostei, mas nunca um negro que não tivesse gostado. Fui assaltado um par de vezes, uma delas por três tipos negros. Acabei no hospital, mas mesmo depois disso nunca fui contra os negros. Não penso no Lewis Hamilton como negro, para mim é apenas o Lewis", referiu.

"Se uma pessoa branca ou negra não consegue um determinado emprego, tens de te perguntar porquê. Será pela cor da pele ou porque não serviam para aquele trabalho? É isso que quero dizer. Não tenho culpa de ser branco ou de ser mais baixo do que outra pessoa. Na escola chamavam-me 'baixote' e eu apercebi-me que tinha de fazer algo relativamente a isso. Os negros têm de saber cuidar de si próprios", finalizou.