Bagnaia e o tempo-canhão anulado: "Teria sido melhor se tivesse ficado nas boxes a ver os outros"

Bagnaia e o tempo-canhão anulado: "Teria sido melhor se tivesse ficado nas boxes a ver os outros"
Redação

Tópicos

Italiano estava descontente, garantindo que não viu a bandeira amarela que indicava o acidente de Miguel Oliveira

Francesco Bagnaia lamentou este sábado que o seu registo, que lhe valeria a pole position no Grande Prémio de Portugal, tivesse sido anulado por ter sido obtido numa situação de bandeira amarela, após a queda de Miguel Oliveira.

O piloto da Ducati assegura que não viu a indicação. "Era uma curva para a esquerda após descida. A bandeira estava do lado direito e eu já me estava a preparar para a curva e foquei-me nisso. Era impossível ver. O [Luca] Marini, que vinha atrás de mim, confirmou. Ele também não viu a bandeira amarela. Também dá para ver pelas imagens que o Oliveira já não estava na zona de corrida. Já não havia perigo. Se o tivesse visto, podia ter feito outra volta. Talvez não repetisse este tempo, mas, ao menos, ficasse na segunda linha da grelha. Seja como for, são as regras", disse

O italiano defendeu ainda que "na qualificação toda a gente está a dar 100 por cento e as quedas podem acontecer". "O problema é que eu perdi duas boas voltas em duas tentativas em 15 minutos. Teria sido melhor se tivesse ficado nas boxes hoje a ver os outros", atirou.