Rovanpera vence o Rali de Portugal: recorde tudo o que se passou na prova

.

 foto Adelino Meireles / Global Imagens

Apesar de Ricardo Teodósio levar a melhor na powerstage, Armindo Araújo termina como melhor português no rali.

Geral após 21 especiais
1.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), 3h44m19,2s
2.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), a 15,2s
3.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 2m17,3s
4.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 2m19,4s
5.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 2m37,8s

SS21: Fafe 2 (11,18 km)
1.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), 6m28,2s
2.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 2,1s
3.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 3,1s
4.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 3,1s
5.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 6,2s
6.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), a 6,4s
7.º Sébastien Ogier (Toyota GR Yaris), a 7s
8.º Gus Greensmith (Ford Puma), a 12,4s
9.º Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 14s
10.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 31,3s

É o terceiro triunfo consecutivo do nórdico, depois de Suécia e Croácia.

Finlandês termina com 15,2 segundos de vantagem sobre Evans, vencedor em 2021, saindo da quarta prova do Mundial de ralis (WRC) com o máximo de pontos possível (25 da vitória e 5 da powerstage).

Rovanpera vence a powerstage de Fafe e conquista o Rali de Portugal pela primeira vez!

Elfyn Evans é o quarto melhor da powerstage, faltando Rovanpera para confirmar o triunfo em Portugal.

Evans já a andar.

Sordo e Katsuta cumprimentam-se no final num gesto de fair-play.

Espanhol faz o sexto pódio em Portugal.

Katsuta perde o pódio para Sordo na power stage.

Sordo passa para a frente (6m30,3s).

Belga termina com o mesmo tempo que Tanak.

Ott Tanak vai marcando o melhor tempo na power stage (6m31,3s). Thierry Neuville está prestes a acabar o troço, faltando Dani Sordo, Katsuta, Evans e Rovanpera.


"É uma pena para ele [Teemu Suninen], sinto muito. O segundo lugar já seria um bom resultado, mas agora temos uma vitória. Temos muito trabalho a fazer para a Sardenha, mas a equipa está motivada", afirmou Rossel, ao terminar a segunda passagem por Fafe.

Triunfo entre os WRC2 vai para o francês Yohan Rossel, em Citroen C3.

Finlandês vai perder a vitória entre os da segunda categoria.

Começou a power stage, em Fafe, com a saída de Teemu Suninen, líder dos WRC2.

55.º Rali de Portugal aproxima-se do fim, restando a segunda passagem por Fafe, que serve de power stage (pontos extra no Mundial de ralis), a partir das 12h18.

Geral após 20 especiais
1.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), 3h37m51s
2.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), a 9s
3.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 2m13s
4.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 2m15,2s
5.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 2m34,7s

SS20: Felgueiras 2 (8,91 km)
1.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), 5m54,7s
2.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), a 2,4s
3.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 2,8s
4.º Sébastien Ogier (Toyota GR Yaris), a 5,7s
5.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 6,6s
6.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 6,8s
7.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 8,2s
8.º Gus Greensmith (Ford Puma), a 10,5s
9.º Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 14,5s
10.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 19,7s

Rovanpera responde nesta classificativa, ganhando 2,4 segundos a Evans em Felgueiras 2. Finlandês passa a ter nove segundos de vantagem para o galês, tendo o triunfo no Rali de Portugal na mão. Luta pelo terceiro lugar em aberto.

Katsuta continua a resistir, passando a ter 2,2 segundos de vantagem sobre Sordo na luta pelo terceiro lugar.

Problemas de travões para Craig Breen (Ford Puma), que era sexto da geral antes de Felgueiras 2.

Geral após 19 especiais
1.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), 3h31m56,3s
2.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), a 6,6s
3.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 2m06,2s
4.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 2m7s
5.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 2m28,1s

SS19: Fafe 1 (11,18 km)
1.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), 6m32,3s
2.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 1,6s
3.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), a 3,6s
4.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 4,3s
5.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 4,4s
6.º Craig Breen (Ford Puma), a 4,9s
7.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 5,5s
8.º Sébastien Ogier (Toyota GR Yaris), a 6,5s
9.º Gus Greensmith (Ford Puma), a 12,1s
10.º Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 14,8s
11.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 19,5s

Evans ganha tempo ao colega na primeira passagem por Fafe.

Dani Sordo já está a menos de um segundo do pódio.

Geral após 18 especiais
1.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), 3h25m18,5s
2.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), a 8,5s
3.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 2m07,3s
4.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 2m08,2s
5.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 2m32s

SS18: Montim (8,69 km)
1.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), 5m34,3s
2.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 0,1s
3.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 0,5s
4.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), a 0,6s
5.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 4,2s
6.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 4,5s
7.º Sébastien Ogier (Toyota GR Yaris), a 6,6s
8.º Craig Breen (Ford Puma), a 7,2s
9.º Gus Greensmith (Ford Puma), a 8,8s
10.º Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 11,2s
11.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 14,1s

Geral após 17 especiais
1.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), 3h19m43,7s
2.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), a 8,4s
3.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 2m03,3s
4.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 2m04,5s
5.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 2m32,4s

SS17: Felgueiras 1 (8,91 km)
1.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), 5m57s
2.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), a 2,7s
3.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 4,9s
4.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 6,5s
5.º Sébastien Ogier (Toyota GR Yaris), a 6,6s
6.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 8,7s
7.º Gus Greensmith (Ford Puma), a 11,5s
8.º Craig Breen (Ford Puma), a 12,8s
9.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 13,2s
10.º Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 16,8s
11.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 18,8s

Rovanpera alarga a vantagem no primeiro troço do dia, subindo para 8,4 segundos.

A terceira etapa já se iniciou em Felgueiras.

O Rali de Portugal decide-se este domingo, sendo a discussão entre Kalle Rovanpera e Elfyn Evans, separados por 5,7 segundos.

Este domingo, o Rali de Portugal tem os últimos 48,87 quilómetros cronometrados, sendo Fafe o ponto alto. O desfecho está completamente em aberto.

Geral após 16 especiais
1.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), 3h13m46,7s
2.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), a 5,7s
3.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 1m50,1s
4.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 1m55,8s
5.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 2m25,9s

Rovanpera reforça a liderança do Rali de Portugal na superespecial do Porto. Vantagem do finlandês para Evans é agora de 5,7s.

A abordagem ao empedrado molhado tem sido cautelosa. "É a especial mais lenta que alguma vez já fiz", comentou Fourmaux (Ford Puma).

Pilotos dão três voltas ao troço instalado na Foz.

Está concluída a passagem do Rali de Portugal pelo Marão. O dia termina com a super especial do Porto, a partir das 19h03. São pouco 3,3 quilómetros junto ao Forte de São João.

Geral após 15 especiais
1.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), 3h10m18s
2.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), a 4s
3.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 1m37,6s
4.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 1m52,2s
5.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 2m07,4s

SS15: Amarante 2 (37,24 km)
1.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), 24m42,2s
2.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 16,9s
3.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 21s
4.º Craig Breen (Ford Puma), a 29,1s
5.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 30,4s
6.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), a 30,8s
7.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 38,5s
8.º Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 38,5s
9.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 51,1s

Quatro segundos de vantagem para finlandês.

Rovanpera é o novo líder do Rali de Portugal!

Finlandês já concluiu a segunda passagem por Amarante. Falta Evans.

Rovanpera chega a líder virtual durante a classificativa.

Nos tempos intermédios, Evans vem a perder tempo para Rovanpera.

Ott Tanak já terminou Amarante 2.

Geral após 14 especiais
1.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), 2h45m09s
2.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 9,9s
3.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 1m34s
4.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 1m40,5s
5.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 2m34,2s

SS14: Cabeceiras de Basto 2 (22,03 km)
1.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), 13m28s
2.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), a 6,6s
3.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 14,7s
4.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 15s
5.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 17,1s
6.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 17,3s
7.º Craig Breen (Ford Puma), a 18,1s
8.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 21s
9.º Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 24,4s

Segundo triunfo da tarde para Rovanpera, que se aproxima perigosamente do colega Evans. Galês e finlandês estão separados por 9,9 segundos. Falta voltar a percorrer Amarante para fechar a passagem pelo Marão.

Abandono para Greensmith no Rali de Portugal. Britânico com suspensão partida.

Geral após 13 especiais
1.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), 2h31m33,8s
2.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 16,5s
3.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 1m25,9s
4.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 1m30s
5.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 2m25,8s

SS13: Vieira do Minho 2 (21,57 km)
1.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), 13m36s
2.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), a 1,9s
3.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 7,9s
4.º Craig Breen (Ford Puma), a 8,2s
5.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 8,4s
6.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 8,5s
7.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 8,6s
8.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 11,8s
9.º Adrien Fourmaux (Ford Puma), 18,2s
10.º Gus Greensmith (Ford Puma), a 20s

Rovanpera reduz 1,9s de diferença para o líder Evans, no final da segunda passagem por Vieira do Minho. Na luta pelo último lugar do pódio, Katsuta e Sordo estão separados por 4,1 segundos.

Greensmith bateu e danificou uma jante durante a segunda passagem de Vieira do Minho, encontrando-se de novo em arranjos.

Ott Tanak vai abrir o troço de Vieira do Minho 2.

Está prestes a iniciar-se a segunda metade do sábado no Rali de Portugal. Há novas passagens por Vieira do Minho, Cabeceiras de Basto e Amarante.

Está terminada a primeira metade do terceiro dia do Rali de Portugal. Carros vão agora até à Exponor para assistência. A partir das 14h38, há Vieira do Minho 2.

Geral após 12 especiais
1.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), 2h17m55s
2.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 18,2s
3.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 1m19,9s
4.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 1m23,4s
5.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 2m19,1s

SS12: Amarante 1 (37,24 km)
1.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), 25m02,3s
2.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 4,6s
3.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 8,2s
4.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 13,4s
5.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 13,6s
6.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 18,6s
7.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 36s
8.º Gus Greensmith (Ford Puma), a 38,3s
9.º Craig Breen (Ford Puma), a 38,6s
10.º Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 3m11,8s

Evans ganha 8,2 segundos a Rovanpera no final da ronda matinal.

Neste momento, temos um pódio cem por cento Toyota.

Dani Sordo (Hyundai i20) perde o terceiro lugar para Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris).

Ogier volta a arrancar em Amarante.

Sébastien Ogier iniciou o troço de Amarante, mas não terá andado mais de 10 metros, encontrando-se parado.

Adrien Fourmaux a furar. Francês vai ter de parar para trocar o pneu.

Segue-se a primeira passagem por Amarante. É a especial mais longa deste Rali (37,24 km).

Geral após onze especiais
1.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), 1h52m52,7s
2.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 10,2s
3.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 1m04,8s
4.º Takamoto Katsuta (Toyot GR Yaris), a 1m06,5s
5.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 2m05,5s

SS11: Cabeceiras de Basto (22,03 km)
1.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), 13m26,8s
2.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), a 4,7s
3.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 10,2s
4.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 12,3s
5.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 12,6s
6.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 16,4s
7.º Craig Breen (Ford Puma), a 28,8s
8.º Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 30,2s
9.º Gus Greensmith (Ford Puma), a 34,2s
10.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 43,4s

Kalle Rovanpera triunfa na especial de Cabeceiras, aproximando-se do colega Elfyn Evans na liderança.

Mais um pião para Loubet.

Problema mecânico para Sébastien Loeb em Cabeceiras.

Geral após dez especiais
1.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), 1h39m21,2s
2.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 14,9s
3.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 56,9s
4.º Takamoto Katsuta (Toyot GR Yaris), a 1m01s
5.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 1m48,2s

SS10: Vieira do Minho 1 (21,57 km)
1.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), 13m37,9s
2.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 1,3s
3.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 11,4s
4.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 11,5s
5.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 11,7s
6.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 12,5s
7.º Sébastien Ogier (Toyota GR Yaris), a 12,8s
8.º Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 20,3s
9.º Craig Breen (Ford Puma), a 20,6s
10.º Sébastien Loeb (Ford Puma), a 28,6s
11.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 32,6s

Elfyn Evans vence a primeira especial do dia, alargando a vantagem para Kalle Rovanpera.

Primeiro furo do dia vai para Gus Greensmith (Ford Puma). Britânico já furou três vezes neste rali. Pierre-Louis Loubet fez um pião.

Elfyn Evans e Kalle Rovanpera "sobreviveram", partindo para o sábado separados por 13,6 segundos.

Recorde-se que as classificativas do Centro foram amargas para a maioria dos pilotos do WRC, reduzindo muito o lote de candidatos à vitória. Sébastien Loeb (bateu muro) e Sébastien Ogier (furou duas vezes) abandonaram, Thierry Neuville (perdeu uma roda num troço de ligação) e Ott Tanak (dois furos) atrasaram-se irremediavelmente.

A primeira passagem por Vieira do Minho já se realiza.

Ao terceiro dia, o Rali de Portugal chega ao Norte, com as classificativas de Vieira do Minho, Cabeceiras de Basto e Amarante, além da super especial no Porto.

“Estou muito satisfeito [por liderar] em condições extremas. Todos tentam sobreviver. Foi uma lotaria. Tentamos ser o mais rápidos que podemos. É sempre possível dizer que poderíamos ser mais rápidos, mas assim não sei se chegaríamos aqui. Amanhã será um longo dia”, disse o líder Elfyn Evans após a conclusão da especial de Lousada.

Entretanto, daqui a pouco, Ricardo Teodósio (Hyundai i20 N Rally2) há-de confirmar a vitória para o Campeonato de Portugal de ralis, a sua primeira da temporada. Armindo Araújo (Skoda Fabia) mantém a liderança do CPR, após a vitória na powerstage, em Mortágua.

Sábado há mais 156,8 km cronometrados, repartidos por sete classificativas, incluindo a terceira e última super especial desta 55.ª edição, no Porto, mais concretamente na Foz.

Está encerrada a primeira etapa dos novos Rally1 no Rali de Portugal. Elfyn Evans, vencedor em 2021, vai para o sábado na liderança, com 13,6 segundos de vantagem sobre o colega Kalle Rovanpera.

Geral após nove especiais
1.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), 1h25m43,3s
2.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 13,6s
3.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 44,4s
4.º Takamoto Katsuta (Toyot GR Yaris), a 49,6s
5.º Gus Greensmith (Ford Puma), a 1m00,7s
6.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 1m15,6s
7.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 1m46,4s
8.º Craig Breen (Ford Puma), a 1m49,3s
9.° Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 2m03,6s
10.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 3m38,4s

SSS9: Lousada (3,3 km)
1.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), 2m37,7s
2.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 0,8s
3.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 0,9s
4.º Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 0,9s
5.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 1,9s
6.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 2,9s
7.º Craig Breen (Ford Puma), a 3s
8.º Gus Greensmith (Toyota GR Yaris), a 3,8s
9.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 7,2s
10.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 14,4s

"Como é que se pode furar numa Super Especial sem tocar em nada? É uma anedota", comentou o britânico.

Mais um furo para Gus Greensmith.

Já arrancou a super especial de Lousada.

Elfyn Evans manteve-se na liderança do Rali de Portugal, mas, em Mortágua, perdeu tempo para o colega Kalle Rovanpera. Resta mais uma classificativa esta sexta-feira, a super especial de Lousada, a partir das 19h03.

Geral após oito especiais
1.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), 1h23m05,6s
2.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 10,7s
3.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a a 42,5s
4.º Takamoto Katsuta (Toyot GR Yaris), a 48,8s
5.º Gus Greensmith (Ford Puma), a 56,9s
6.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 1m08,4s
7.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 1m32s
8.º Craig Breen (Ford Puma), a 1m46,3s
9.° Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 2m02,7s
10.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 3m37,5s

SS8: Mortágua (18,15 km)
1.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), 12m01,7s
2.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), a 3,4s
3.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 6,5s
4.º Dani Sordo (Hyundai i20), a 9,8s
5.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 15,7s
6.º Gus Greensmith (Ford Puma), a 18,8s
7.º Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 20,6s
8.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 36,9s
9.º Andreas Mikkelsen (Skoda Fabia), a 45,5s
10.º Craig Breen (Ford Puma), a 53,8s

Despiste para Pierre-Louis Loubet (Ford Puma). Ainda assim, o francês mantém-se em prova.

Já se desenrola a oitava especial do Rali de Portugal. Thierry Neuville perdeu muito tempo, com um eixo de transmissão danificado. "Perdi o meu pneu no troço de ligação", explicou o belga.

Geral após sete especiais
1.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), 1h11m00,5s
2.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 7s
3.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 14,1s
4.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 34,9s
5.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a a 36,1s
6.º Gus Greensmith (Ford Puma), a 41,5s
7.º Takamoto Katsuta (Toyot GR Yaris), a 45,7s
8.º Craig Breen (Ford Puma), a 55,9s
9.° Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 1m45,5s
10.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 3m25,2s

SS7: Arganil 2 (18,72 km)
1.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), 11m51,6s
2.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), a 4,6s
3.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 5,2s
4.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 5,8s
5.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 8s
6.º Craig Breen (Ford Puma), a 12,5s
7.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 13,7s
8.º Gus Greensmith (Ford Puma), a 16,9s
9.º Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 27,1s
10.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 1m35,9s

Primeiro triunfo do dia para Kalle Rovanpera.

Ogier também fura pela segunda vez e abandona.

Ott Tanak volta a furar, desta vez durante Arganil 2.

Geral após seis especiais
1.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), 59m04,3s
2.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 5,8s
3.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 18,7s
4.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 25,8s
5.º Gus Greensmith (Ford Puma), a 29,2s
6.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 32,7s
7.º Takamoto Katsuta (Toyot GR Yaris), a 45,1s
8.º Craig Breen (Ford Puma), a 48s
9.° Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 1m23s
10.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 1m53,9s
11.º Sébastien Ogier (Toyota GR Yaris), a 2m07,2s

SS6: Góis 2 (19,33 km)
1.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), 13m12,6s
2.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 2,8s
3.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 3,7s
4.º Gus Greensmith (Ford Puma), a 7,9s
5.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 8,8s
6.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 11,5s
7.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 28,7s
8.º Craig Breen (Ford Puma), a 32,6s
9.º Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 41s
10.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 1m43,1s
11.º Sébastien Ogier (Toyota GR Yaris), a 2m02,4s

Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris) fez um pião.

Ainda assim, conseguiram terminar, mas caíram várias posições.

Ott Tanak (Hyundai i20 N), Sébastien Ogier (Toyota GR Yaris) e Craig Breen (Ford Puma) furaram durante a classificativa Góis 2.

Geral após cinco especiais
1.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), 45m51,7s
2.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 2,1s
3.º Sébastien Ogier (Toyota GR Yaris), a 4,8s
4.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 9,9s
5.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 10,8s
6.º Craig Breen (Ford Puma), a 15,4s
7.º Takamoto Katsuta (Toyot GR Yaris), a 16,4s
8.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 21,2s
9.º Gus Greensmith (Ford Puma), a 21,3s
10.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 23s
11.° Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 42s

SS5: Lousã 2 (12,03 km)
1.º Sébastien Ogier (Toyota GR Yaris), 8m58,7s
2.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 0,6s
3.º Thierry Neuville (Hyundai i20N), a 0,7s
4.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), a 1,4s
5.º Gus Greensmith (Ford Puma), a 2,6s
6.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 5,3s
7.º Craig Breen (Ford Puma), a 5,5s
8.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 6,1s
9.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 7s
10.° Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 7,7s
11.° Dani Sordo (Hyundai i20), a 8s

Elfyn Evans retoma a liderança do Rali de Portugal, quando estão cumpridas cinco classificativas.

Afinal, a campanha de Loeb não foi muito diferente da de 2019. O nove vezes campeão liderava ao fim de quatro especiais.

Logo no arranque do troço Lousã 2, o francês danificou a parte traseira do Ford Puma.

Abandono para Sébastien Loeb.

A primeira manhã desta edição já está a correr melhor para o francês, comparando com 2019, ano da sua última participação em Portugal e quando foi obrigado a desistir no final da terceira classificativa.

Está cumprida a primeira passagem pelos troços do Centro (Lousã, Góis e Arganil). Sébastien Loeb (Ford Puma), nove vezes campeão mundial e a competir de forma parcial esta temporada, assumiu a liderança ao fim de Arganil, com meio segundo de vantagem sobre Elfyn Evans (Toyota GR Yaris).

Geral após quatro especiais
1.º Sébastien Loeb (Ford Puma), 36m51,1s
2.° Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), a 0,5s
3.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 3,3s
4.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 5,7s
5.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 5,7s
6.º Sébastien Ogier (Toyota GR Yaris), a 6,7s
7.º Craig Breen (Ford Puma), a 11,8s
8.º Takamoto Katsuta (Toyot GR Yaris), a 13s
9.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 15,1s
10.° Gus Greensmith (Ford Puma), a 20,6s
11.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 24,3s
12.° Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 36,2s

*SS4: Arganil 1 (18,72 km)
1.º Sébastien Loeb (Ford Puma), 11m48s
2.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 2,8s
3.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 6,1s
4.º Sébastien Ogier (Toyota GR Yaris), a 8,6s
5.º Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), a 10,6s
6.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 10,8s
7.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 12,4s
8.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 12,9s
9.º Craig Breen (Ford Puma), a 13,3s
10.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 13,5s
11.º Gus Greensmith (Ford Puma), a 16,2s
12.º Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 20,3s

Geral após três especiais
1.° Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), 24m53s
2.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 5s
3.ºSébastien Ogier (Toyota GR Yaris), a 8,2s
4.º Craig Breen (Ford Puma), a 8,6s
5.º Takamoto Katsuta (Toyot GR Yaris), a 9,6s
6.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 9,7s
7.º Sébastien Loeb (Ford Puma), a 10,1a
8.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 10,6s
9.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 12,3s
10.° Gus Greensmith (Ford Puma), a 14,5s
11.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 22s
12.° Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 26s

SS3: Góis 1 (19,33 km)
1.° Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), 13m12,7s
2.º Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 0,1s
3.º Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 0,2s
4.º Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 0,2s
5.º Craig Breen (Ford Puma), a 0,3s
6.º Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 0,6s
7.º Sébastien Loeb (Ford Puma), a 0,7s
8.ºSébastien Ogier (Toyota GR Yaris), a 1,8s
9.º Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 5,1s
10.° Gus Greensmith (Ford Puma), a 10,1s
11.º Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 13,4s
12.º Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 13,4s

Sébastien Loeb (Ford Puma) teve uma terceira classificativa atribulada. "Não consegui fechar a porta no início, ficou meia aberta. O carro está cheio de pó", contou no final da primeira passagem pelo troço de Góis.

"Não há muita aderência e as rodas patinam. Também há muita poeira e em muitos sítios não conseguia ver", queixou-se Sordo.

Vencedor em 2021, Evans começa da melhor forma a passagem pelo Centro no Rali de Portugal.

Geral após duas especiais
1.° Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), 11m40,3s
2.° Gus Greensmith (Ford Puma), a 4,4s
3.° Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 4,9s
4.° Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 5,5s
5.° Sébastien Ogier (Toyota GR Yaris), a 6,4s
6.° Craig Breen (Ford Puma), a 8,3s
7.° Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 8,6s
8.° Takamoto Katsuta (Toyot GR Yaris), a 9,4s
9.º Sébastien Loeb (Ford Puma), a 9,4s
10.° Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 9,5s
11.° Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 11,7s
12.° Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 12,6s

SS2: Lousã 1 (12,03 km)
1.° Elfyn Evans (Toyota GR Yaris), 8m58,9s
2.° Gus Greensmith (Ford Puma), a 6,1s
3.° Pierre-Louis Loubet (Ford Puma), a 7,5s
4.° Sébastien Ogier (Toyota GR Yaris), a 7,8s
5.° Ott Tanak (Hyundai i20 N), a 7,8s
6.° Dani Sordo (Hyundai i20 N), a 8s
7.° Thierry Neuville (Hyundai i20 N), a 9s
8.° Sébastien Loeb (Ford Puma), a 9,5s
9.° Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris), a 10,1s
10.° Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris), a 10,3
11.º Craig Breen (Ford Puma), a 10,4s
12.° Adrien Fourmaux (Ford Puma), a 10,7s

A prova portuguesa marca a estreia dos novos híbridos Rally1 em piso de terra.

O finlandês Källe Rovanperä (Toyota Yaris), que esta época já venceu na Suécia e na Croácia, as provas que antecederam o Rali de Portugal, lidera a tabela de pilotos, com 76 pontos, mais 29 do que o segundo classificado, o belga Thierry Neuville (Hyundai i20).

Além de integrar a edição comemorativa dos 50 anos do WRC, o Rali, que volta a ter na Exponor, em Matosinhos, o parque de assistência, integra o calendário do Campeonato de Portugal de Ralis (CPR), numa competição para os pilotos lusos encurtada até ao final desta sexta-feira.

O britânico Elfyn Evans (Toyota Yaris) venceu a edição de 2021 do Rali de Portugal, que tem como recordistas de triunfos o finlandês Markku Alén (1975, 1977, 1978, 1981 e 1987) e o francês Sébastien Ogier (2010, 2011, 2013, 2014 e 2017).

A parte da tarde prevê nova passagem pelos três troços da manhã antes da especial de Mortágua, com 18,15 quilómetros, a partir das 16:05.

O dia termina às 19:03 com a superespecial de Lousada, antes de os concorrentes se dirigirem ao parque de assistência na Exponor, centro nevrálgico da prova.

Ao todo são 121,67 quilómetros feitos ao cronómetro.

O finlandês Harri Rovanperä (Toyota Yaris), líder do campeonato, é o primeiro piloto a partir para a estrada, a partir das 8:08, para o troço de 12,3 quilómetros na Lousã, apesar de o mais rápido na superespecial de Coimbra, na quinta-feira, ter sido o belga Thierry Neuville (Hyundai i20).

Seguem-se os 19,33 quilómetros de Góis, às 9:08, e os 18,72 de Arganil, às 10:08, antes da paragem para a assistência.

A verdadeira competição na 55.ª edição do Rali de Portugal arranca hoje com a disputa de oito troços especiais, desenhados na zona centro do país, terminando o dia com a superespecial de Lousada.

Bom dia.