Red Bull irrita-se com uma regra depois do GP de Portugal: "Algo precisa mudar"

Sergio Perez e Lando Norris

 foto EPA

Declarações do consultor da equipa austríaca, Helmut Marko.

A Red Bull voltou a liderar as críticas à regra que impõe os limites de pista em alguns dos circuitos do Mundial de Fórmula 1. Queixas que fazem sentido à luz do que já sucedeu com a escuderia nas primeiras três provas do calendário de 2021. Que o diga Max Verstappen, que no Barém viu por essa razão afetadas as hipóteses de vitória e no GP de Portugal perdeu o ponto da volta mais rápida da prova por ter ultrapassado os limites de pista na curva 14.

"É Irritante. Já perdemos uma vitória, uma pole position e a volta mais rápida. Todas as coisas boas vêm aos poucos, então espero que seja o fim disto. Mas algo precisa mudar. Ou fazem um limite de pista com lombas, ou com brita, algo assim. Se sair da pista, haverá uma penalidade automática", disse o consultor da equipa austríaca, Helmut Marko.

Marko lembrou a ultrapassagem de Lando Norris a Sergio Pérez, da Red Bull, na segunda largada, no início da corrida em Portimão. Na ocasião, o piloto da McLaren passou pela "zebra" na curva 4 para ultrapassar Pérez e Carlos Sainz, assumindo a quarta posição na prova. "O Norris ultrapassou Pérez com as quatro rodas fora da pista e não houve consequências. Portanto, não é uma norma consistente, e não é corrida quando fazem malabarismos com as regras", finalizou.