Miguel Oliveira e o regresso de Marc Márquez: "Devemos ser honestos, faltou o dominador..."

Miguel Oliveira

 foto Polarity Photo

Na conferência de Imprensa Internacional, o piloto português falou de vários temas e saudou o regresso de Marc Marquez

Sobre o regresso de Marc Marquez: "Estou feliz por ele, do ponto de vista humano, porque, finalmente, pode voltar a fazer o que ama, que é correr. Do ponto de vista competitivo é um fato estimulante para todos nós porque, devemos ser honestos, no ano passado todos alcançamos ótimos resultados, mas faltou o dominador da categoria. Portanto, a presença do Marc será um incentivo para cada um de nós elevar ainda mais o nosso nível"

As expectativas para o fim de semana: "As duas corridas no Catar foram difíceis. A segunda foi melhor do que a primeira, porque tive sentimentos positivos no fim de semana. Infelizmente, na corrida perdi o painel e foi muito penalizante. Gostaria de retomar aqui o discurso interrompido no final do ano passado, ainda que ache que vai ser difícil. Independentemente das expectativas, creio que a única meta que posso estabelecer para este fim de semana é divertir-me e continuar o caminho de crescimento que fiz entre a corrida 1 e a corrida 2 no Catar. Considero um privilégio ter um Grande Prêmio no meu país e poder competir nesta bela pista"

O que aconteceu na segunda corrida no Catar, depois do início incrível: "O problema com o painel de controle da moto é que deixou de funcionar O painel desligou e, por isso, tive que fazer as alterações com base apenas nas sensações, sem ter o suporte visual das luzes. Ao mesmo tempo, não sabia qual mapa de motor que estava a usar e isso foi muito penalizante, porque no final descobrimos que corri todo o Grande Prémio com o mais conservador. Isso fez-me perder vários décimos por volta e impediu-me de me expressar com todo o meu potencial"