Lewis Hamilton: "Gostava que a minha habilidade fosse suficiente para fazer a diferença"

Lewis Hamilton

 foto AFP

A realidade é hoje em dia bem diferente da que Hamilton estava habituado desde que chegou à F1. Sem vitórias esta temporada, está atrás do seu companheiro de equipa, George Russell bem longe do líder Max Verstappen.

"Gostava que a minha habilidade fosse suficiente para fazer a diferença". A frase pertence a Lewis Hamilton, que está a viver uma época atípica e sem vitórias no Mundial de Fórmula 1. Um presente a que não estava habituado, ele que já venceu o Mundial de Fórmula por sete ocasiões e ainda na temporada disputou o título com Max Verstappen até aos derradeiros quilómetros do GP de Abu Dhabi.

"A verdade é que devemos de aprender a não nos preocuparmos com coisas que não podemos controlar. Acompanho outros desportos, além da Fórmula 1, e gostava que a minha habilidade fosse suficiente para fazer a diferença. Até não gosto muito de utilizar esta expressão porque já estive em África e vi crianças que não têm absolutamente nada. Isso sim, é difícil", afirmou, citado pelo jornal britânicio'The Sun.

"Eu não diria que magoa, mas gostava de estar na luta pelas vitórias, que os carros andassem todos mais juntos uns dos outros e que todos pudessem ter uma luta melhor na frente", acrescentou.

A realidade é hoje em dia bem diferente da que Hamilton estava habituado desde que chegou à F1. Sem vitórias esta temporada, está atrás do seu companheiro de equipa, George Russell bem longe do líder Max Verstappen.