Álvaro Parente foi segundo em Baku

Álvaro Parente foi segundo em Baku

O piloto português Álvaro Parente (McLaren MP4-12C) conquistou hoje o segundo lugar na corrida principal da ronda de Baku da FIA GT Series.

O português, que faz dupla com o francês Sébastien Loeb, cortou a meta no quarto posto, mas, após a corrida, o piloto que embateu no carro de Parente foi penalizado, assim como o segundo classificado, o que permitiu à dupla do carro número 9 subir ao segundo lugar.

Depois de partir da 10.ª posição da grelha, penalizado por uma infração em situação de Safety-Car, Sébastien Loeb conseguiu ganhar posições até entregar o McLaren a Álvaro Parente na terceira posição. O piloto português fez um pequeno erro ao sair das boxes, mas encostou-se ao segundo classificado e chegou mesmo a ultrapassa-lo.

"Quando saí das boxes cometi um erro, fui em frente numa curva e evitei as barreiras por pouco, mas perdi muito tempo. Recuperei a desvantagem para os dois primeiros, tendo ultrapassado o segundo classificado. Mas, quando já estava a começar a acelerar para a reta que se seguia, o meu adversário escolheu dar-me um toque e caí para o quarto posto. Não é esta a forma que queríamos de alcançar o pódio, mas penso que é justo", considerou Álvaro Parente, citado pela assessoria de imprensa.

Com este resultado na última corrida da temporada, a dupla Álvaro Parente/Sébastien Loeb terminou no quarto posto o Campeonato de Pilotos do FIA GT Series, com 82 pontos.

A corrida principal de Baku foi ganha pela dupla Stéphane Ortelli (Mónaco) e Laurens Vanthoor (Bélgica), que acabou por conquistar o título de pilotos da FIA GT Series Pro Cup 2013, com 132 pontos.

Sortes diferentes para os restantes pilotos portugueses na corrida principal em Baku. César Campaniço, a disputar a Pro AM Cup num Audi R8 LMS ao lado do alemão Michael Ammermuller, ficou em sétimo lugar da geral.

Patrick Cunha conseguiu um 14.º lugar ao volante de um Lamborghini LP560-4, enquanto Filipe Albuquerque, num Audi R8, não completou a corrida principal, já que o seu companheiro de equipa, o francês Grégoire Demoustier, bateu na volta de formação.