24 Horas de Le Mans adiadas para permitir presença de público

24 Horas de Le Mans adiadas para permitir presença de público
Redação com Lusa

Tópicos

As 24 Horas de Le Mans foram adiadas de forma a permitir a presença de público no evento.

As 24 Horas de Le Mans em automobilismo, a contar para o campeonato do mundo de resistência, foram adiadas para 21 e 22 de agosto, anunciou esta quinta-feira a organização, de forma a permitir a presença de público no evento.

Esta é a terceira vez na história que a mais mítica das provas de resistência não se realiza em maio ou junho, depois de o mesmo já ter acontecido em 1968 e em 2020.

Inicialmente, o evento estava previsto para os dias 12 e 13 de junho.

No ano passado, a prova decorreu em setembro, sem a presença de público nas bancadas, devido à pandemia de covid-19.

"Foi uma decisão difícil, mas teve de ser tomada. Realizar as 24 Horas de Le Mans à porta fechada pelo segundo ano consecutivo era impensável", frisou o presidente do Mundial de Resistência, o Automobile Club de l'Ouest, o francês Pierre Fillon.

Fillon garantiu que a organização está "a trabalhar para organizar um evento com todas as medidas de segurança".

Para já, esta é a única alteração do calendário do Mundial de Resistência, que mantém as corridas previstas para o Algarve (04 de abril) e Spa-Francorchamps (01 de maio).