Treinador Paulo Freitas deixa o Óquei de Barcelos e ruma ao Sporting

Treinador Paulo Freitas deixa o Óquei de Barcelos e ruma ao Sporting
Paula Capela Martins

Tópicos

Pretendido há muito pelo Sporting para ocupar, na altura, o lugar de Nuno Lopes, o técnico chega agora ao clube de Alvalade. Já deve treinar os leões nesta semana e com eles irá ao Dragão jogar a Taça.

Concretizou-se um desejo antigo do Sporting. Paulo Freitas, na quarta época aos comandos do Barcelos, estará de saída do Minho para orientar a equipa leonina, que desde que chegou à I Divisão, há cinco épocas, tem vindo todos os anos a investir forte.

Paulo Freitas deve ocupar já nesta semana o lugar de Guillem Pérez, contratado no início da temporada em curso e com quem o Sporting não tem tido sucesso: encontra-se no quarto lugar a sete pontos da líder Oliveirense e foi eliminado na fase de grupos da Liga Europeia, um dos objetivos a que se tinham proposto os leões.

Com a saída do coordenador geral, José Trindade, um dos visados por dois erros técnicos que custaram duas derrotas ao Sporting e ainda o homem que tinha apostado no técnico espanhol, os leões deram um sinal de querer mudar de rumo e voltar à aposta inicial, pelo que agora o dirigente do hóquei em patins leonino, Gilberto Borges, levará definitivamente para Alvalade aquele que sempre estivera nos seus planos.

No Barcelos, Paulo Freitas esteve em duas final-four da Taça de Portugal e Taça CERS, tendo ganho a última em casa, precisamente onde o Sporting caiu nas meias-finais. Com os minhotos, ocupa o quinto lugar do campeonato, a seis pontos do Sporting, que derrotou, aliás, na sexta jornada, como, de resto, derrotou o FC Porto na 14.ª jornada, e empatou com o Benfica na 16.ª.

Ao entrar em Alvalade dentro de dias, o técnico, que encontrará dois jogadores que já treinou nas camadas jovens do FC Porto e Ac. Espinho (André Girão e João Pinto), levará os leões ao Dragão Caixa, já no dia 18, nos 16 avos de final da Taça de Portugal, um troféu que é defendido pelo FC Porto, vencedor da última final, frente ao Benfica. Fora da Europa, e com a luta pelo título nacional muito complicada, o Sporting está na Taça e ainda na discussão por um lugar que lhe permita disputar, de novo, a Liga Europeia em 2017/18 (os quatro primeiros). Desde que está na I Divisão, o Sporting ganhou uma Supertaça (2014/15) e uma Taça CERS (2014/15).