Renato Garrido: "É uma Espanha candidata, mas nós cá estamos"

Renato Garrido: "É uma Espanha candidata, mas nós cá estamos"

Selecionador português de hóquei em patins comenta a difícil passagem às meias-finais do Mundial.

Portugal sofreu, mas atingiu as meias-finais do Mundial de hóquei em patins, depois de ter eliminado a Itália nas grandes penalidades, após o 5-5 no marcador.

"Esta é uma vitória da humildade, do querer e da superação, num jogo onde não iniciámos como tínhamos previsto. Entrámos mal, depois conseguimos empatar e depois foi só querer, raça e vontade de ultrapassar tudo e todas as situações no jogo, onde nunca conseguimos estar perto daquilo que é o nosso modelo e daquilo que tínhamos planeado", começou por dizer o selecionador Renato Garrido.

"Penso que foi até agora o jogo menos conseguido da nossa parte, mas muitas vezes quando não se joga com qualidade, depois temos jogadores com garra e determinação. Este foi o jogo mais complicado que tivemos até agora e amanhã [hoje] vai ser diferente. As pessoas podem confiar em nós e no nosso trabalho. Com a Espanha vai ser um jogo intenso e diferente de todos os jogos que tivemos até agora. É uma Espanha candidata, apoiada pelo seu público, mas nos cá estamos para contrariar todo esse favoritismo com a nossa garra e querer", completou.