Caio deixa de fazer magia de canhoto: termina carreira no final desta época

Caio deixa de fazer magia de canhoto: termina carreira no final desta época

Caio vai terminar a carreira aos 40 anos.

Aos 40 anos, Caio, o esquerdino que inventava jogadas e marcou uma geração, vai encerrar a atividade no próximo mês de junho, no play off que junta os oito primeiros do campeonato e no qual Ricardo do Carmo Oliveira estará ao serviço do Sporting Tomar.

A despedida pode ser em grande, como foi a maior parte da carreira do jogador formado no Gulpilhares (Gaia), dada a possibilidade de conquistar, no dia 15 de maio, a Liga Europeia, troféu alcançado no Sporting, que representou antes de cumprir uma época (2020/21) nos italianos do Trissino, e onde encerrou a passagem pelos cinco grandes da modalidade, após FC Porto, Óquei de Barcelos, Benfica e Oliveirense.

Algo só conseguido neste século por Felipe Gaidão e Vítor Hugo (atualmente no HC Braga).

Revelando que, após aconselhar-se junto dos mais próximos e pesar os prós e os contras, optou pela retirada, lembrou as "22 épocas como atleta profissional e os 26 títulos conquistados", reforçando, contudo, que o mais importante é o respeito que sinto "até aos dias de hoje de todos os clubes que representei e esse é o melhor legado que se pode deixar".