Paulo Freitas e uma palavra a Cabestany: "Com as declarações que teve na semana passada..."

Paulo Freitas, treinador do Sporting

 foto Ivan Del Val/Global Imagens

Treinador do Sporting após conquista do campeonato nacional em pleno Dragão Arena.

Disse que vinha ao Dragão ganhar e veio: "Nós onde vamos dizemos sempre que vamos ganhar, porque a qualidade que o grupo tem, a forma como é comprometido, a forma como trabalhámos desde o dia 1 de agosto, temos claramente de assumir que somos candidatos a vencer as provas em que entramos. É evidente que o FC Porto é uma grande equipa, e justiça seja feita, o FC Porto dignificou muito esta final do play-off, mas acho que fomos melhores, fomos mais equipa, quisemos muito e tivemos a recompensa agora na parte final, com duas vitórias fora, um play-off que tínhamos de ganhar pelo menos um jogo para levar a decisão para o João Rocha, ganhámos duas vezes fora e o grupo está de parabéns."

Balanço da época e necessidade de descanso: "É uma época fantástica, uma época histórica do Sporting. Campeões europeus e campeões nacionais, o que é que nós podemos pedir? Podemos pedir férias, podemos pedir repouso e podemos começar a pensar naquilo que queremos da próxima temporada, que é continuar a ganhar."

O que precisa mais é de férias? "Sim, claramente. Todos nós precisamos de descansar, todos nós nos temos envolvido e comprometido muito com o clube, com o que são os objetivos e chegou a altura de festejar e de descansar."

Pode-se considerar o Sporting a melhor equipa de hóquei em patins neste momento? "Se me quiserem fazer o favor de dizer isso, eu fico agradecido, mas já agora deixem-me dizer que é uma vitória do grupo, da raça, do compromisso, do querer. E também [deixar] uma palavra para o treinador do FC Porto, porque com as declarações que teve no final do jogo da semana passada, ainda nos deu mais qualquer coisa para hoje querermos fazer a festa aqui."