"A Argentina é favorita, mas somos fortes candidatos e vamos lutar para manter o título"

"A Argentina é favorita, mas somos fortes candidatos e vamos lutar para manter o título"

Renato Garrido pretende revalidar do título mundial conquistado há dois anos em Barcelona, apesar de atribuir o favoritismo à Argentina, que joga em casa.

O selecionador nacional de hóquei em patins, Renato Garrido, que falou em conferência de imprensa após a divulgação dos jogadores convocados, assume que a Portugal é candidato à conquista do Mundial, que se realiza em San Juan, na Argentina, de 6 a 13 de novembro, apesar de atribuir o favoritismo à seleção anfitriã.

"Vamos como campeões do mundo. No entanto Portugal será sempre candidato em qualquer competição que participe. Sejam Europeus ou Mundiais. Sabemos que onde vamos jogar, San Juan, se respira hóquei, e por isso a Argentina é a grande favorita. Nós, entre outras seleções, somos fortes candidatos e vamos lutar para manter o título como conseguimos em Barcelona. Tudo faremos para representar Portugal da melhor maneira e dignificar o hóquei português", disse.

Questionado sobre a qualidade das seleções presentes, Renato Garrido coloca quatro em evidência, para além de Portugal.

"A França surge com uma seleção muito forte, com jogadores quase todos a jogar em Portugal e em Espanha. A Itália é sempre uma seleção a ter em conta. Espanha é candidata, mas a Argentina, pelo ambiente a seu favor, será a favorita", disse.

Da pré-convocatória, constituída por 13 elementos, Gonçalo Pinto (Benfica), Xano Edo (Valongo) e Álvaro Morais (OC Barcelos) acabaram por não serem selecionados.

Em relação ao último Europeu, que se realizou no ano passado em Paredes, Jorge Silva (Oliveirense) saiu dos eleitos, tendo entrado para o seu lugar o avançado do Sporting João Souto, que se estreia pela Seleção A em grandes competições.

Na Seleção feminina, Hélder Antunes coloca a fasquia mais baixa que do lado masculino, até porque os argumentos são outros. No último Mundial, Portugal acabou eliminado, após derrota por 4-2, pelo Chile, terceiro classificado.

"O nosso grande objetivo será ganhar os treinos todos que vamos ter no estágio. A partir daí, mediante o que ocorrer no trabalho, iremos apresentar-nos na Argentina com a certeza que vamos jogar olhos nos olhos com qualquer adversário para levar o nome de Portugal o mais longe possível", sustentou.

Catarina Costa, Joana Rodrigues e Sandra Coelho deixaram de figurar nas opções.

Com o objetivo de melhorar o registo em relação a 2019, onde a Seleção Nacional de sub-19 conquistou o terceiro lugar, após triunfo sobre a Itália, por 3-1, o selecionador Vasco Vaz quer recuperar o título que deixou fugir para a Espanha, campeã em título e que eliminou Portugal nas meias-finais, por 3-2.

"A tentativa é recuperar o que foi perdido em Barcelona. Agora temos de fazer tudo e se calhar tirar um pouco o modelo do que fizemos no europeu do ano passado. Sabemos das dificuldades que vamos ter por estamos na capital mundial do hóquei. Não vamos jogar sozinhos, mas o objetivo é recuperar o título que foi perdido há dois anos em Barcelona", concluiu.

Com uma lista constituída por 12 nomes, Vasco Vaz acabou por deixar de fora Miguel Santos e Paulo Pereira, da Oliveirense.

Convocados AA masculinos:

- FC Porto: Telmo Pinto, Rafa e Gonçalo Alves;

- Sporting: Ângelo Girão (GR), Henrique Magalhães e João Souto;

- Benfica: Pedro Henriques (GR) e Diogo Rafael;

- Barcelona: Hélder Nunes e João Rodrigues.

Convocados AA femininos

- CA Feira: Joana Teixeira;

- Benfica: Maria Sofia Silva, Inês Severino, Raquel Santos, Marlene Sousa e Maria Vieira;

- Gijón HC, Esp: Catarina Ferreira;

- Sporting: Sofia Moncóvio e Rita Batista;

- HC Turquel: Cláudia Vicente.

Convocados sub-19 masculinos

- Benfica: Francisco Fernandes, Tiago Sanches e João Inácio;

- Parede: Diogo Pernas;

- HC Turquel: Guilherme Duro;

- Sporting: Filipe Martins;

- AD Valongo: Henrique Vigário e Vítor Oliveira (Viti);

- FC Porto: Miguel Henriques e Gonçalo Santos.