Treinador do Quinta dos Lombos: "Derrota com Sporting? Os árbitros não nos deixaram equilibrar"

Treinador do Quinta dos Lombos: "Derrota com Sporting? Os árbitros não nos deixaram equilibrar"
Redação com Lusa

Tópicos

Declarações de Jorge Monteiro, treinador do Quinta dos Lombos, após a derrota por 4-1 com o Sporting, nas meias-finais da Taça de Portugal de futsal, disputadas no Pavilhão Multiusos de Sines.

Análise: "Não entrámos bem, abordámos muito mal a subida do Guitta. Já sabíamos que o Sporting ia entrar com os índices de agressividade muito mais elevados, porque tinha o orgulho ferido do jogo de sexta-feira, e preparámo-nos para isso. Depois ajustámos, mas já estávamos a perder 2-0. Depois, aliado àquela agressividade que o Sporting impôs, senti-me hoje, claramente, um Sporting a jogar contra o Barcelona. Se o Nuno [Dias, treinador do Sporting] se queixou, no jogo contra o Barcelona, que houve ali uma dualidade de critérios, hoje sei o que é isso, senti o que é isso. Na segunda parte fomos claramente prejudicados. E quando assim é o controlo emocional perde-se, não conseguimos fazer as coisas tão bem. Claramente hoje equilibrámos o jogo, mas não conseguimos ser mais fortes, a jogar contra uma grande equipa como é o Sporting."

Críticas à arbitragem: "Não quero desculpar a nossa derrota com os árbitros, mas hoje, claramente, não nos deixaram equilibrar o jogo da forma que queríamos. Quisemos impor os índices de agressividade que o Sporting impôs e não conseguimos, fomos penalizados por isso. Mas isto não serve de desculpa. Os meus jogadores estão de parabéns, fizemos um percurso muito positivo. Hoje o jogo podia ter sido mais bonito e com um resultado mais equilibrado, pois peca um bocadinho por excesso. Desejávamos ter ido às grandes penalidades, pelo menos. Seria um prémio para nós. Agora é trabalhar e preparar o "play-off" [da I Liga] com o Fundão."