Portugal prepara-se para Ronda de Elite com dois amigáveis em França

Portugal prepara-se para Ronda de Elite com dois amigáveis em França
Lusa

Tópicos

Ensaios com o objetivo de arrancar da melhor forma a qualificação para o Mundial'2020

O selecionador português de futsal disse hoje que Portugal vai ter pela frente uma França de muita qualidade e pede uma equipa focada e já a pensar no jogo como se da qualificação para o Mundial2020 se tratasse.

A comitiva lusa chegou de madrugada a Aix les Bains, localidade francesa onde se encontra instalada, e treinará esta tarde no Pavilhão Le Phare, em Chambéry, que irá receber dois jogos particulares com a França, na terça e quarta-feira, integrados na preparação para a Ronda de Elite.

"Fizemos o trabalho de casa e conheço bem esta França. Fizeram uma excelente fase de qualificação, com excelentes jogos diante da Bélgica [5-3], da Suíça [3-1], e da Sérvia [4-5]", referiu Jorge Braz aos canais de comunicação da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Diante da Sérvia, recorda o selecionador, "recuperaram de uma desvantagem de 1-4 para 4-4 e sofreram o 5-4 a três segundos do final do jogo".

"Trata-se de uma seleção muito criativa, com jogadores de enorme qualidade técnica - três/quatro jogadores de top - e uma capacidade física extraordinária. Esta França tem um enorme potencial individual. Já não são uma surpresa", argumentou o selecionador.

A França qualificou-se para o último Europeu, na Eslovénia, em 2018, e conseguiu, na fase de grupos, empatar diante da Espanha, tendo feito jogos de preparação muito bons e uma qualificação igualmente boa.

"Estes vão ser os nossos últimos jogos antes da qualificação e pretendo ver a nossa seleção focada, com uma identidade forte e a pensar claramente que a Ronda de Elite começa agora nesta fase de preparação", referiu Jorge Braz.

O guarda-redes André Sousa, que soma 91 internacionalizações, anteviu equilíbrio nos jogos com a França, que considerou serem muito importantes para preparar a Ronda de Elite, diante de uma seleção que já conseguiu bons resultados na Europa.

"Trata-se de mais um estágio competitivo, que servirá para prepararmos a Ronda de Elite, que será disputada no início do próximo ano [a partir de 20 de janeiro]. Trata-se também de um momento importante para estarmos todos juntos, pois, infelizmente, são curtos e escassos", disse André Sousa.

Ainda de acordo com o guarda-redes, a França tem uma equipa bem preparada, muito competitiva, com jogadores de qualidade e muito habilidosos e Portugal não espera qualquer tipo de facilidades.

"Antevejo dois jogos muito equilibrados, disputados e competitivos. É isso que esperamos e é para isso que nos estamos a preparar", disse André Sousa, apelando ainda à presença portuguesa no pavilhão, que tem capacidade para seis mil espetadores.

Na Ronda de Elite - a derradeira fase de qualificação para o Mundial da Lituânia, em 2020 -, Portugal vai defrontar, entre 30 de janeiro e 02 de fevereiro de 2020, na Póvoa de Varzim, as seleções de Bielorrússia, Finlândia e Itália.

A seleção portuguesa garantiu a presença na Ronda de Elite em outubro, em Viseu, ao terminar no primeiro lugar o grupo 8 da Ronda Principal, com triunfos sobre a Letónia, Alemanha e República Checa.