Portugal acerta na finalização e cilindra Macedónia do Norte antes do Europeu de futsal

Portugal acerta na finalização e cilindra Macedónia do Norte antes do Europeu de futsal
Redação com Lusa

Tópicos

Portugal goleou hoje a Macedónia do Norte, por 9-0, em ​​​​​​​Rio Maior, no último jogo de preparação para o campeonato da Europa de futsal, um dia depois do triunfo sofrido por 3-1 frente ao mesmo adversário.

Fábio Cecílio, Pany Varela e Miguel Ângelo, com dois golos cada, e Bruno Coelho, Zicky e o guarda-redes Edu deram volume à vitória das Quinas, confirmando a superioridade da seleção campeã do Mundo e da Europa face à formação balcânica.

Na quinta-feira, a Seleção Nacional venceu a Macedónia do Norte por 3-1, num encontro em que pecou na finalização, por desacerto ofensivo e inspiração do guarda-redes Antonio Petrovski.

Menos de 24 horas depois, a história do jogo foi muito diferente e começou a ser escrita logo no primeiro minuto, aos 18 segundos, com um remate de primeira de Fábio Cecílio, após um mau alívio do adversário, por pressão de Pany Varela.

Aberto o caminho para a baliza balcânica, Portugal repetiu o domínio da véspera, acertando no poste, novamente por Fábio Cecílio, até chegar à meia dúzia de golos, ainda na primeira parte, com os tiros certeiros de Bruno Coelho, Miguel Ângelo, por duas vezes, e Zicky.

Na primeira parte, a combativa formação da Macedónia do Norte não conseguiu melhor do que um cabeceamento à trave da baliza defendida por André Sousa, por Ismaily, aos seis minutos.

Fábio Cecílio, após assistência de Zicky, e Pany Varela, num remate a cerca de dez metros, bisaram na segunda parte, enquanto o guarda-redes Edu marcou, de baliza a baliza, aproveitando o 5-4 macedónio, fixando o resultado em 9-0.

Antes, o guardião português, que se estreou a marcar com a camisola das Quinas, segurou o nulo balcânico, opondo-se aos tiros de Ramadani, por duas vezes, e Arsovski Gjokica-Djo, no derradeiro encontro de preparação para a fase final do Euro' 2022.

A equipa das Quinas inicia a defesa do título continental conquistado em 2018 frente à Sérvia na quarta-feira, no primeiro jogo do Grupo A, no qual vai defrontar ainda os anfitriões dos Países Baixos, no dia 23, e a Ucrânia, no dia 28.