Eléctrico coloca o Alentejo no mapa

Eléctrico coloca o Alentejo no mapa

Clube de Ponte de Sor vai estrear-se na Liga. Plantel tem toque de samba e sacrifícios pessoais

O Eléctrco, clube de Ponte de Sor, da AF Portalegre, logrou colocar o Alentejo entre a elite da modalidade, ainda que isso seja feito à custa de muito sacrifício pessoal do treinador José Feijão e de alguns jogadores. "Fazemos 260 quilómetros, ir e vir, de Lisboa para Ponte de Sor para irmos treinar e jogar. São mais de três horas de viagem por dia. Há jogadores que se deitam à meia-noite para no dia seguinte estarem às 8h00 a pé para irem trabalhar", conta o técnico, 54 anos. Para este "ano zero" do Eléctrico, o objetivo é só um: "Só podemos pensar na permanência. Este é o ano mais difícil e mais importante na história do futsal do Eléctrico. Estamos muito confiantes que a época vai correr bem", assegurou.


Plantel: Diogo Basílio (GR), Dona (GR), Paulo Vítor (GR, ex- Marreco Futsal, Brasil), Renan Fuzo (ex- Marreco Futsal, Brasil), Rafa, Wendell (ex- Jaén, Espanha), Ruizinho, Rafael Bocum (ex- Quinta dos Lombos), Marinho (ex- Leões de Porto Salvo), Nem, Pina (ex- Viseu 2001), Filipe Pereiro, Chico (ex- Palmas Futsal, Brasil) e Alexandre
Treinador: José Feijão