Vencedor da montanha na Volta a Portugal suspenso por doping

Vencedor da montanha na Volta a Portugal suspenso por doping

A União Ciclista Internacional (UCI) anunciou a suspensão de Ramiro Rincón, colombiano que venceu a camisola de montanha na Volta a Portugal, e de João Gaspar, ciclistas da equipa brasileira Funvic.

Os dois ciclistas da equipa brasileira acusaram positivo por CERA, uma variante da EPO, durante a participação na Volta a Portugal deste ano, em que Ramiro Rincón conquistou a classificação de montanha (25.º na geral) e João Gaspar desistiu na quinta etapa, após queda.

A vitória na montanha deve agora passar para as mãos do segundo classificado, o português Joni Brandão, da Efapel.

Estes novos casos deixam a Funvic Soul Cycles temporariamente suspensa e pode levar a um castigo definitivo à equipa brasileira Profissional Continental - e única sul-americana do segundo escalão mundial - por um período de 15 dias a um ano, neste caso perdendo uma época inteira.

Em agosto, Kléber Ramos também fora suspenso devido a um teste positivo por CERA, tendo alinhado nos Jogos Olímpicos do Rio'16 por o seu positivo só ter sido conhecido depois da corrida.

Refira-se que a Funvic contratou, para a próxima temporada, o trofense Daniel Silva, terceiro classificado na Volta a Portugal, ao serviço do Boavista.