Organização da Volta a Itália convida três equipas italianas do segundo escalão

Organização da Volta a Itália convida três equipas italianas do segundo escalão

Ao todo, o Giro terá 22 equipas de oito corredores cada, partindo de Budapeste, capital da Hungria, para a primeira das três grandes Voltas do calendário.

A organização da Volta a Itália anunciou esta terça-feira ter atribuído três convites a outras tantas equipas italianas, a Androni Giocattoli-Sidermec, a Bardiani-CSF Faizanè e a Vini Zabù-KTM, que se juntam às 19 equipas do WorldTour.

Ao todo, o Giro terá, de 9 a 31 de maio, 22 equipas de oito corredores cada, partindo de Budapeste, capital da Hungria, para a primeira das três grandes Voltas do calendário.

A RCS Sport, que organiza a corsa rosa, anunciou ainda convites para outras provas que organiza, com a Arkéa-Samsic a ser chamada para as clássicas Strade Bianche, Tirreno-Adriatico e Milão-Sanremo, enquanto a Corendon-Circus, do holandês Mathieu van der Poel, participa em duas delas, mas fica de fora no Tirreno-Adriatico.