"Não me toca a mim a geral da Volta, toca a outro corredor da nossa equipa"

"Não me toca a mim a geral da Volta, toca a outro corredor da nossa equipa"
Redação

Tópicos

Declarações de Rafael Reis (líder da geral individual) no final da segunda etapa da 83.ª Volta a Portugal em bicicleta, disputada hoje entre Badajoz, em Espanha, e Castelo Branco, no total de 181,5 quilómetros:

Último dia de amarelo: "Pois. No ano passado, ainda dei a volta à situação, vamos ver este ano. Mas temos um objetivo claro, a equipa, por respeito a mim, tenta levar-me o máximo que eu possa. Tenho muitas oportunidades ao longo do ano e isso vê-se. Mas agora não me toca a mim a geral da Volta, toca a outro corredor da nossa equipa, que é o Mauricio. E temos mais opções se as coisas não correrem como temos pensado.

O que fazer: "Estamos muito contentes com o que fizemos até aqui e esperemos que amanhã [sábado] consigamos fazer o que estamos a pensar. Acredito muito neles. Temos tempo. Faltam menos de 24 horas, por isso... só falta dormir uma noite."

Como Wout van Aert: "Até passar outro na meta, sou eu o camisola amarela. [Vai atacar de amarelo como Wout van Aert no Tour?] Sabem qual é a minha maneira de correr. É mesmo isso, por isso acho que as coisas vão ser assim".