Michael Valgren volta a vencer passados três anos na Volta à Toscana

Michael Valgren volta a vencer passados três anos na Volta à Toscana
Redação com Lusa

Tópicos

Dinamarquês foi mais rápido do que Alessandro de Marchi (Itália) e Diego Ulissi (UAE Emirates). Rúben Guerreiro e Rui Costa terminaram no 35.º e 41.º lugares, respetivamente

O cilcista Michael Valgren (EF Education-Nippo) venceu, esta quarta-feira, de forma isolada a Volta à Toscana em bicicleta, três anos depois de conseguir os últimos triunfos na carreira, através de ataque nos últimos 15 quilómetros da prova.

Valgren, de 29 anos, cumpriu os 191,6 quilómetros com início e fim em Pontedera em 4:33.37 horas, sendo 1.13 minutos mais rápido do que Alessandro de Marchi, segundo a correr pela seleção de Itália, e o também italiano Diego Ulissi (UAE Emirates), terceiro a 1.18.

O dinamarquês somou em 2018 as principais vitórias da carreira, nomeadamente a Omloop Het Nieuwsblad e a Amstel Gold Race, o maior triunfo do seu palmarés, mas desde então atravessava um longo "jejum".

A vitória de Michael Valgren vem como que a calhar, dado que acontece a pouco mais de uma semana da prova de fundo dos Mundiais de estrada, na Flandres, na qual integra a seleção da Dinamarca.

Ruben Guerreiro festejou a vitória de Valgren, seu colega de equipa, do 35.º lugar, a 5.58 do vencedor, enquanto Rui Costa (UAE Emirates) acabou em 41.º, a 10.41.