Exclusivo "Mauricio Moreira estava à procura de emprego e o empresário contactou-me"

"Mauricio Moreira estava à procura de emprego e o empresário contactou-me"

Rúben Pereira foi, aos 30 anos, o mais jovem a ganhar a Volta a Portugal como diretor-desportivo e dos raros que não foi ciclista profissional. Fala abertamente de tudo e faz revelações sobre o homem do momento.

É de S. João de Ver, onde vive numa rua de ciclistas. Entrou na modalidade como o "filho do Carlos Pereira", principal responsável da Glassdrive-Q8-Anicolor, surpreendeu ao tornar-se diretor-desportivo em 2019 e depressa espantou. Rúben Pereira criou um espírito muito próprio entre os corredores e taticamente já fora uma revelação há um ano, ao desesperar a W52-FC Porto com as marcações homem a homem que só não renderam a Volta na Portugal devido à queda de Mauricio Moreira no último dia. Este ano esmagou e encheu o pódio, com Moreira, Frederico Figueiredo e António Carvalho.

Da forma como dominou a Volta, deixou a sensação de que desafiante foi a do ano passado?