W52-FC Porto: João Rodrigues renova e pode estar a caminho um reforço

W52-FC Porto: João Rodrigues renova e pode estar a caminho um reforço

Ciclista português marcou presença numa cerimónia onde também esteve Pinto da Costa. Presidente dos dragões diz que a aposta no ciclismo é para manter.

O ciclista João Rodrigues, vencedor da última Volta a Portugal, renovou com a W52-FC Porto e, durante a entrega da bicicleta ao museu azul e branco, definiu como prioridade para 2020 a conquista do penta da equipa na prova.

Rui Vinhas (2016), Raul Alarcón (2017 e 2018) e João Rodrigues (2019) foram os ciclistas que deram à W52-FC Porto o triunfo nas últimas quatro edições da Volta a Portugal e que lançam bases para o penta que os dragões querem conquistar em 2020.

João Rodrigues agradeceu a confiança depositada em si com a renovação por mais uma época com a W52-FC Porto e, perante Pinto da Costa, presidente do clube, e Adriano Quintanilha, principal patrocinador, prometeu "corresponder com resultados e tudo fazer para alcançar o melhor possível".

"Foi uma época espetacular, em termos de resultados, por todos, e seria muito bom fazer o penta. Todos estamos com isso em mente", referiu João Rodrigues, de 24 anos, que em 2015 se transferiu do Tavira para a equipa da W52/FC Porto.

O ciclista admitiu que teve convites de outras equipas, mas que optou por continuar a envergar a camisola "azul e branca" por se sentir em casa, num clube que o acolheu "muito bem".

Pinto da Costa recordou o inesquecível contrarrelógio entre Gaia e Porto, na derradeira etapa, que permitiu a João Rodrigues vencer a Volta a Portugal como "um grande campeão" e referiu que a parceira "é para manter na próxima época e nas seguintes".

Depois de praticamente assegurada a continuidade de toda a equipa, ainda segundo Adriano Quintanilha, esta poderá ser ainda reforçada nas próximas horas com o português Amaro Antunes.

Adriano Quintanilha formulou o desejo, em moldes de promessa, de no próximo ano estar a entregar uma nova bicicleta ao museu do FC Porto, sinal de que a equipa teria alcançado o desejado penta, a exemplo de outras modalidades, como o futebol, andebol e hóquei em patins.

A bicicleta azul e branca de João Rodrigues, assinada por todos os colegas do algarvio na W52-FC Porto, que também ganhou a classificação coletiva, ficou ao lado da de Moreira de Sá, ciclista que venceu a Volta a Portugal em 1952.