João Rodrigues após vencer a Volta ao Algarve: "Não sei se somos a INEOS portuguesa"

João Rodrigues após vencer a Volta ao Algarve: "Não sei se somos a INEOS portuguesa"
Redação com Lusa

Tópicos

Ciclista da W52-FC Porto conquistou este domingo a Volta ao Algarve. Confira as declarações.

Felicidade: "Estou muito contente, depois de todo o esforço da minha equipa. Para mais, é a Volta ao Algarve e, sendo eu algarvio, é especial. Sempre tive a ambição de vencer aqui. Sabia que era muito complicado com os melhores do mundo, que costumam cá vir no início de temporada. Este ano tive uma grande oportunidade por a corrida ser disputada mais tarde, e aproveitei da melhor forma possível. Sinto-me muito contente, claro, é incrível. Só tenho que agradecer à minha equipa, ao meu treinador a todos que estiveram ao meu lado."

Vitórias: "Todas as camisolas amarelas têm um carinho especial, todas foram conquistadas com muito trabalho e todas elas têm um sentimento especial. A Volta ao Portugal foi algo magnífico nos Aliados, e esta aqui, no Malhão, foi incrível, não consigo escolher. Tem sempre um sabor especial quando ganhamos, não sei se somos a "INEOS portuguesa" ou não, sabemos que fazemos o melhor trabalho possível, foi assim que nos incutiram no FC Porto. Queremos vencer e vencer, não nos contentamos com o pódio."

Estratégia: "Partimos com esta missão, a de atacar. Quando estamos de amarelo temos que defender, quando estamos atrás temos que atacar para recuperar segundos e era assim que tínhamos que abordar a etapa. Foi uma etapa de loucos, de alta velocidade, a fuga nunca teve muito tempo, esteve sempre controlada. Felizmente, conseguimos estar melhor do que os adversários e conquistar esta corrida. Se perdemos 12 segundos, tínhamos que conquistar 12 segundos, era o tudo ou nada, fazer quinto ou sexto era igual. Assim delineámos esta estratégia, o Amaro [Antunes] esteve incrível, toda a equipa foi incrível".