Giro: João Almeida resistiu a Kelderman e vai para o 13.º dia de rosa

Giro: João Almeida resistiu a Kelderman e vai para o 13.º dia de rosa
Carlos Flórido

Tópicos

Português foi um herói na subida a Piancavallo, segurou a rosa e pode ter garantido o lugar no pódio da Volta a Itália, pois ganhou tempo a Bilbao e Nibali.

João Almeida foi quarto na mais difícil etapa de montanha até agora da Volta a Itália, segurou a camisola rosa para um 13.º dia consecutivo e pode ter assegurado um lugar no pódio em etapa ganha por Tao Geoghegan Hart, da Ineos, seguido por Wilco Kelderman, da Sunweb.

No seu maior teste desde que vestiu de rosa, na subida ao Etna, João Almeida foi dos que mais tempo resistiu ao ritmo imposto pela Sunweb na subida de Piancavallo, mas teve de ceder a uma aceleração a 7,3 km do alto.

O português foi-se mantendo a 100 metros do trio formando por Wilco Kelderman, Jai Hindley e Tao Geoghegan Hart, este da Ineos. Enquanto mais atrás seguiam Vincenzo Nibali (Trek), Pello Bilbao (Bahrain) e Patrick Konrad (Bora), que se atrasaram depressa na subida de 14,1 km. Brandon McNulty (UAE Emirates), que era quarto, cedeu ainda mais cedo.

A etapa, que havia começado com o ritmo ditado por uma fuga em que Giovanni Visconti tirou a camisola de líder da montanha a Rúben Guerreiro, só se começou verdadeiramente a decidir na quarta e última das subidas dos 185 km entre a Base Aerea Rivolto e Piancavallo.

Nos últimos quilómetros da subida, Almeida foi mantendo uma diferença de 30 segundos para Kelderman, Hindley e Hart, o suficiente para manter a camisola rosa, de líder da classificação geral individual, com 15s de vantagem sobre Kelderman.

O português terminou a 37 segundos de Hart, perdendo 35s para Kelderman e 33s para Hindley, enquanto Rafal Majka foi quinto, a 1m22s do vencedor.

Na geral, Almeida ficou com 15 segundos de vantagem para o holandês, e 2m56s para Hindley, que subiu a terceiro da geral.

Hart é agora quarto da geral, a 2m57s, e Pello Bilbao o quinto, a 3m10s. O sexto é Rafal Majka, a 3m18s, e sétimo Vincenzo Nibali, a 3m29s.

CLASSIFICAÇÃO

15.ª etapa: Base Aerea Rivolto-Piancavallo (185 km)

1.º Tao Geoghegan Hart (Ineos Grenadiers), 4h58m52s

2.º Wilco Kelderman (Team Sunweb), a 02

3.º Jai Hindley (Team Sunweb), a 04

4.º João Almeida (Deceuninck-Quickstep), a 37

5.º Rafal Majka (Bora-Hansgrohe), a 1:22

6.º Patrick Konrad (Bora-Hansgrohe), a 1:29

7.º James Knox (Deceuninck-Quickstep), a 1:36

8.º Pello Bilbao (Bahrain McLaren), mt

9.º Jakob Fuglsang (Astana Pro Team), mt

10.º Vincenzo Nibali (Trek-Segafredo), mt

GERAL INDIVIDUAL

1.º João Almeida (Deceuninck-Quickstep), 59h27m38s

2.º Wilco Kelderman (Team Sunweb), a 15

3.º Jai Hindley (Team Sunweb), a 2:56

4.º Tao Geoghegan Hart (Ineos Grenadiers), a 2:57

5.º Pello Bilbao (Bahrain McLaren), a 3:10

6.º Rafal Majka (Bora-Hansgrohe), a 3:18

7.º Vincenzo Nibali (Trek-Segafredo), a 3:29

8.º Domenico Pozzovivo (NTT Pro Cycling), a 3:50

9.º Patrick Konrad (Bora-Hansgrohe), a 4:09

10.º Fausto Masnada (Deceuninck-QuickStep), a 4:12